Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A EMOÇÃO DE SER MÃE!!!

Ao Meu Sonho todo Azul

Nascia no dia 17 de junho de 1993 às 19h54, de parto cesariana, pesando 3.690 kg, na maternidade Amico Saúde em São Paulo, Victor Augusto. Filho de Ionaldo e Cláudia .

Antes, ter uma criança como Victor Augusto era apenas um sonho, um desejo que crescia a cada dia em nossos corações. Tantos medos até a decisão de tê-lo.

O que será? Ele ou ela? Parecerá com quem? Será saudável? Bonito? Eram tantas as indagações, mas no dia 18.03.93 o primeiro mistério revelado. Era "Ele" e já tinha nome... "Victor Augusto" e nossos sonhos ficaram todos azuis...

Contávamos os dias para poder vê-lo, compartilhar emoções...

Lembramos, meu marido e eu, o primeiro dia em que Victor Augusto saiu da maternidade, ou melhor, a primeira noite que passamos juntos os três acordados, pois ele (o bebê) chorava e nós também...

Em alguns momentos eu tive vontade de colocá-lo outra vez na barriga, já que lá estava mais protegido. Com o tempo nos tornamos cúmplices de choros, sorrisos, brincadeiras. E a mamãe e o papai se viram num mundo de banhos, fraldas, seios cheios para amamentar e o que era de se esperar em bebês recém-nascidos, que acordava de 1 em 1 hora em consecutivas noites.... O Victor Augusto era um reloginho...

Depois um pouco mais crescidinho acrescentamos as sopinhas,sucos,mamadeiras e a cada dia uma coisa nova: Já levanta a cabeça, chupa dedinhos, começa ensaiar umas conversinhas.

E então o esperado, já era chegado o momento de deixá-lo por algumas horas, meio apavorada, teria que voltar ao trabalho, retornar a vida profissional, abdicar-me da vida materna para um futuro melhor para todos nós,mas agradeço a Deus por ter podido conhecer nesse espaço de tempo até os dias de hoje a mais bela riqueza da emoção de ser MÂE.

Hoje, quase 17.06.2008 quantas já foram as nossas conquistas, o Victor Augusto está na adolescência com quase 15  anos de idade, cursa o Ensino médio, e é quase fluente no inglês, diríamos que um menino de ouro. Inteligente, amável, carinhoso, precioso, responsável e às vezes é claro, que ninguém é de ferro, é um pouquinho preguiçoso, teimoso e pasmem, não tem mais nada de reloginho, pois adora dormir... Se deixar dorme o dia inteirinho;mas faz parte,né? Nós o amaremos sempre, do jeitinho que ele é!!!

Ah, ele tem um gosto eclético de músicas, ouve de MPB a Hard Rock.. Adora ouvir Raul Seixas e até Elvis Presley; só não gosta de pagode e axé... (puderas) ...E por falar nisso estou com saudades de ouvi-lo tocar ao violão um pouquinho de Djavan...

Bem, a homenagem de hoje é sem dúvida para o Victor Augusto,pois eu não poderia ser o que sou, sem a ajuda dele, sem o olhar dele, me pedindo cada dia mais um novo amanhecer de esperanças, de vida, de glória, de poesias.., pois sem ele os versos de Drummond, Cecília Meirelles, Florbela Espanca e do meu querido Pessoa, não teriam valor.
Bela Flor Claudia Rodrigues
Enviado por Bela Flor Claudia Rodrigues em 02/05/2008
Reeditado em 03/05/2008
Código do texto: T971687

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bela Flor Claudia Rodrigues
São Paulo - São Paulo - Brasil
488 textos (58419 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 31/10/14 09:22)
Bela Flor Claudia Rodrigues



Rádio Poética