Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insônia

De repente a luz se apaga. Ele fecha os olhos. Um carneirinho passa correndo e pula a cerca. Outro carneirinho também pula e outro e mais um. Curioso com aquela imagem, questiona-se por que os carneirinhos pularam a cerca. Outro carneirinho pula a cerca, já é o quinto. Tem um sexto, sétimo, oitavo, nono. Correm lentamente e pulam a cerca. No qüinquagésimo centésimo primeiro, começa a ficar com sono. De repente, aumentam a velocidade. Qüinquagésimo centésimo segundo, sexagésimo centésimo segundo, milionésimo quadragésimo oitavo... ele perde a conta. Os carneirinhos estão correndo tão rápido, mal pode enxergá-los. Na correria, vê subitamente um deles tropeçar e cair, outros quatrocentos caem em cima dele e vão caindo. Ele nunca viu tanto carneirinho em toda a vida. Aparece um lobo e corre atrás dos carneirinhos. Entra em cena um fazendeiro e atira contra o lobo. Uma cabra também aparece, se assusta e dispara contra um galinheiro, que antes não existia. Quebra o galinheiro e as galinhas se espalham. O lobo fica bobo e não sabe para onde correr, atrás dos carneiros ou das galinhas. O fazendeiro mata o lobo depois de descarregar a espingarda e matar setenta galinhas e doze carneiros. Abre os olhos, acende a luz e passa a noite toda imaginando porquê os carneirinhos pularam a cerca.
Marcelo Melero
Enviado por Marcelo Melero em 28/01/2006
Reeditado em 08/10/2008
Código do texto: T105317
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Melero
Curitiba - Paraná - Brasil, 49 anos
38 textos (5714 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:27)
Marcelo Melero