Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CASO DE CASERNA- Da turma do mate

DA TURMA DO MATE

Todo ano aparecem cadetes que se destacam dos demais.
Alguns muito inteligentes, outros nem tanto, outros desportistas, alguns embromadores e outros com virtudes distintas da maioria.
No meu tempo não foi diferente.
Um deles adiantou-se em mais de vinte anos á permissão para prestar continência sem cobertura  e com uniforme de educação física . Era um visionário e futurólogo. Naquele tempo, um voador de primeira.
Outro, dizem, quando fez eletroencefalograma , as ondas saíram quadradas!!!!?? Comentam que, deste, a última foi que quase derrubou a caixa d’água do 33 de Jaguarão. É que nela ancorou um cabo de aço e tracionou-o com uma viatura QT: parece que queria montar um obstáculo muito conhecido na instrução militar como Cabo Aéreo.
Outro, ainda no primeiro ano, faltou por três dias ao expediente e ganhou um elogio do comandante da companhia em plena formatura da tarde. Estava fazendo reconhecimento in-loco na Região do Bambuzinho!!!!!
Já na turma do mate, havia um companheiro que se  destacava-se por ser muito folgado. Pudera, além de ser bem mais velho que o restante da bicharada, os frangos foram seus contemporâneos no Colégio Militar. Tinha trânsito fácil com eles.
Certo dia, estávamos tomando mate (era sagrado...),  chegou um instrutor e pediu um e logo recebeu a resposta:
“ Te abanca aí, Tchê. Não pensa porque tu é “ frango” tu vais tomar mate logo. Entra na fila.”
E conversa vai conversa vem, o instrutor sai com essa:
“ Mas me parece que não queres nada com nada, não é , fulano. Então me parece que tu é pirú de estrela?”
O nosso amigo , que não perdia uma, respondeu:
“ Olha, tenente, se fosse pirú de estrela só saia de noite.”
FLAVIO MPINTO
Enviado por FLAVIO MPINTO em 27/03/2006
Código do texto: T129476

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
FLAVIO MPINTO
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 65 anos
530 textos (94146 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 00:07)
FLAVIO MPINTO