Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Não foi eu... foi o motorista!

Essa ocorreu em São José dos Campos - Vale do Paraíba - qdo trabalhávamos numa das obras da Sobrenco, onde eu era Encº Adm.

Aproximava-se o dia do pagamento e eu fechava a folha de pagto quando correu um boato pela obra de que naquele mês haveria um aumento substancial aos empregados. Algo inédito em torno de 50%. Não era aquilo que estava previsto, na verdade seria muito menos.

A princípio não dei muita importância ao fato, mas qdo vi que todo mundo só falava naquilo, resolvi ligar para a central e confirmar. Houve até ironia - "Que bobagem é essa? Bom para todos nós, se fosse verdade, mas não sabemos de nada..."

Ao levar a planilha com as horas dos funcionários, me perguntaram: "...de onde surgiu aquela sua idéia maluca do aumento além do estabelecido? Todo mundo aqui tá te gozando"

"Surgiu na obra - respondi - e todo mundo só falava nisso e o pior é que todos realmente acreditam ser verdade, dizem ser de fonte confiável - mas ninguém explica de onde exatamente. Com certeza ficarão muito decepcionados - já estão até contando com o ovo no c. da galinha. E olha que peão aumenta, mas não inventa."

"Realmente - retrucou - aumenta e muito! Os holerites já estão prontos e não há novidade alguma além do que já sabíamos."

Voltei para a obra (há uns 100 km da capital) e mal cheguei nela havia um recado (naquele tempo não usávamos celular) para retornar imediatamente à central sem abrir o envelope, pois eles já estavam providenciando outros holerites. Lá me explicariam o ocorrido - houvera um engano.

Lá chegando, a 1ª pergunta que me fizeram foi: "como foi que você descobriu, se nem nós daqui sabíamos. Todo mundo aqui tá curioso pra saber... Tão logo você saiu, o diretor nos chamou e comunicou que este mês faria uma surpresa ao funcionários. Advinhe só de qto foi o aumento?..."

Depois, investigando entre os peões, descobri que a notícia começara com o motorista do engº da obra. Soube, também, que ele foi informado em conversa com outros motoristas enquanto aguardavam seus chefes em reunião na diretoria - um deles, claro! motorista do diretor!!!

(obrigado, Pimentinha, por me fazer lembrar desse ocorrido)
Lourenço Oliveira
Enviado por Lourenço Oliveira em 04/06/2006
Reeditado em 07/06/2006
Código do texto: T169184
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Lourenço Oliveira
Salesópolis - São Paulo - Brasil
1277 textos (109590 leituras)
23 e-livros (1394 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:43)
Lourenço Oliveira