Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

                                                            
Só osso


Seu jeitinho dengoso
Meigo,cheiroso,gostoso.

Eu logo fui te agarrando
mas quando apertei
logo me espetei

Era tão magro
que tive medo
de lhe quebrar
o pescoço.

Foi só osso
que encontrei

Eu disse:
Menino,eu não te quero não
E não é por nada não

Mas se eu te dê um arrocho
vou quebrar todos os ossos
que você ainda tem.

Talvez fure até o meu peito
e eu vou é morrer,se te querer.

Coitadinho!
Ficou com desgosto
mas era só osso mesmo
e se eu torasse seus braços
e seu pescoço,o que eu iria fazer?



Nada contra pessoas magras,
Deus me livre...
Mas esse rapaz aí,vocês tinham que vê,
para crê.
Elliana Alves
Enviado por Elliana Alves em 20/07/2006
Reeditado em 05/09/2006
Código do texto: T197866

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor,cite o nome do autor e o link para a obra original,cite o nome do autor e o link para o site "www.sitedoautor.net"http://www.recantodasletras.com.br/autores/elianaalves). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elliana Alves
Petrolina - Pernambuco - Brasil
485 textos (98285 leituras)
4 áudios (2961 audições)
11 e-livros (1025 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:09)
Elliana Alves