Capa
Cadastro
Textos
┴udios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIR ╔ O MELHOR ANTIDEPRESSIVO

A véia tá no porre

 
Curiosidades
 
Eu tinha lá em casa, dez garrafas de pinga da boa,

Minha mulher obrigou-me a jogar fora,

Peguei a primeira garrafa, tomei um copo e joguei o resto na pia;

Peguei a segunda garrafa, bebi outro copo e joguei o resto na pia,

Peguei a terceira garrafa, bebi outro copo e bebi o resto na pia;

Peguei a quarta garrafa, bebi na pia e joguei o resto no copo;

Peguei o quinto copo, joguei a rolha na pia e bebi a garrafa;

Bebi a sexta pia, bebi a garrafa e joguei o copo no resto;

A sétima garrafa, eu joguei no resto e joguei a pia na oitava garrafa,

Joguei a nona pia no copo, joguei na garrafa e bebi o resto;

O décimo copo eu joguei a garrafa no resto e me joguei na pia.

 

 

 
Porque a cerveja é melhor que a mulher

 

- A cerveja pode ser bebida o mês inteiro.

- Se você largar a cerveja, ela nunca vai ameaçar o suicídio ou dizer que tá grávida.

- A cerveja sempre espera pacientemente.

- A cerveja nunca atrasa.

- Não é preciso comprar flores pra cerveja.

- Você azara quem quiser ao lado de uma cerveja.

- A cerveja não fica com ciúmes de outra cerveja.

- Você não precisa de camisinha pra beber cerveja.

- Várias cervejas juntas não falam bobagens.

- A cerveja não responde.

- A cerveja é mais barata.

- A cerveja não tem mãe.

- É fácil tirar a tampa da cerveja.

- A cerveja não transborda se você chegar em casa cheirando a perfume.

- Cerveja nunca tem dor de cabeça.

- Você pode agüentar muito mais de uma cerveja por noite.

- A cerveja você pode dividir com os amigos.

- A cerveja está sempre molhadinha.

- A cerveja você sabe que abriu primeiro.

- A cerveja gelada também é boa.

- A cerveja não fica ciumenta quando você pega outra.

- A cerveja sempre lhe espera pacientemente no carro enquanto você joga futebol.

- Uma cerveja nunca se atrasa.

- Cerveja nunca tem dores de cabeça.

- Manchas de cerveja se lavam.

- Você pode pegar mais de uma cerveja em uma noite e não se sentir culpado.

- Cerveja não exige igualdade de direitos.

- Você pode "traçar" uma cerveja em público.

- Cerveja sempre desce fácil.

- A cerveja quando está fria, está boa.

- Você não tem que levar a cerveja em casa no final da noite.

- Ressacas vão embora.

- Uma cerveja não fica zangada se você aparecer com outra.

- Se você despejar uma cerveja você vai sempre ser considerado "bonzinho".

- Quando você vai para um bar, você sempre pode pegar uma cerveja.

- Quando sua cerveja se esgota, você a joga fora.

- Se você trocar de cerveja não precisa pagar pensão.

 


 
 
 
Piadinhas de leve...
 
1. O bêbado leva um baita escorregão e cai de cócoras. Com muita

dificuldade consegue se levantar. De repente, sentiu um líquido

escorregando pelo corpo, procurou a garrafinha que trazia, apalpa os bolsos

e geme:

-Hic... Tomara que seja sangue!

 

2. Começou a música e o bebum se levantou, trocando as pernas. Dirigiu-se à

uma senhora de preto e pediu:

- Hic...me dá o prazer desta dança?

Ao que a senhora respondeu:

- Não, por três motivos. Primeiro, o senhor está bêbado. Segundo, porque

não se dança o Hino Nacional. E terceiro porque madame é a p.q.p...

eu sou o vigário desta paróquia!

 

3. Dois bêbados acordam de manhã no xadrez:

- Tião, você sabe por que a gente tá preso aqui?

- Sei... Lembra aquele poste que a gente resolveu mijar ontem?

- Claro que me lembro!

- Pois é... não era poste, era guarda!

 

4. A Ivone era cheia de truques e simpatias com os filhos. Para acabar com

um soluço, por exemplo, ela amarrava uma fita com uma medalhinha no pipiu

do nenê. Sempre dava certo. Um dia, o marido cai na farra e chega no maior

porre em casa, soluçando que nem um desgraçado, acordando todo mundo. A

Ivone não teve dúvidas, amarrou a fita com a medalha no pipiu do marido,

que dormiu como um anjo.

No dia seguinte, quando ele acorda, a mulher pergunta:

- Por onde andou, seu safado?

- Ihhh... sei não. Só sei que tirei o primeiro lugar!

 

6. No enterro de um grande pé de cana, todos os amigos estavam lamentando a

morte dele, quando um teve uma brilhante idéia:

- Deveríamos abrir um bar neste cemitério. Só assim poderíamos nos despedir

dos amigos como se deve!

Um sóbrio que estava presente pergunta:

- E como se chamaria o bar?

- A Saideira!

 

7. A mulher se vira para o marido pinguço e diz:

- Querido, to com uma baita dor de cabeça. Vai lá na farmácia e me traz

novalgina. Olha: é novalgina com L, com L no meio da palavra. Não vai se

esquecer não.

O marido saiu, passou pelo bar, tomou umas cachaças com os amigos e chegou

muito mais tarde em casa. E sem o remédio...

A mulher, meio braba, pergunta:

- Cadê o diabo do remédio?

- Tinha não, meu bem!

- Como não tinha? Você bebeu e se esqueceu de passar na farmácia!

- Não, amor, eu fui lá. O rapaz da farmácia procurou, procurou...

E continuando:

- Mas não tinha nenhum remédio chamado NABUCLETA.

 

8. O bebum passa em frente de um daqueles cultos e escuta o maior barulho:

gente chorando, gritando, desmaiando... Ele pergunta para alguém que está

na porta:

- Hic... que tá havendo aí dentro?

A pessoa responde:

- Deus está operando, irmão!

E o bêbado:

- Hic... esse cara não usa anestesia não?

 

9. Chegou um bêbado na farmácia:

- Me dá uma aspirina!

E o farmacêutico:

- Quer que embrulhe?

- Claro. Ou o senhor quer que eu vá rolando ela por aí?

 

10. Depois de passar por todos os bares entre o trabalho e a sua casa, o

bebum chega ao lar às cinco da manhã. A mulher o recebe:

- Canalha bêbado! Isso são horas?

- Eu...hic...queria...

- Cala a boca! Você é um imprestável! Gostaria de não vê-lo nunca mais!

Para que volta para casa? Afinal, o que vem fazer aqui a estas horas?

- Bem, querida...hic...além de ser meu...hic...lar, é o único...hic...lugar

aberto a essas horas!

 

11. Um bêbedo entrou na fila da igreja para tomar óstia...

O padre vendo-o falou para o sacristão:

- "Joerso vá buscar um pedaço de bombril para mim."

O sacristão obedecendo-o trouxe um pedaço de bombril...

Chegando a vez do bêbado o padre enfiou o bombril na boca do bêbado...

Este quando estava saindo perguntou ao padre:

- Padre o que é a óstia?

- Meu filho, e o corpo de Jesus Cristo...

O bêbado andou mais um pouco e quase saindo falou:

-Padre se a óstia a o corpo de Jesus Cristo... acho que peguei um pedaço do saco.

 

12. Estava um bêbado no ônibus:

-Se meu pai fosse um pato e minha mãe uma pata eu era um patinho...

-Se meu pai fosse um cachorro e minha mão uma cadela eu era um cachorrinho...

-Se meu pai fosse um gato e minha mãe uma gata eu era um gatinho...

Claro, chegou a hora que ninguém mais agüentava o bêbado. O trocador foi o primeiro a perder a paciência:

-E se teu pai fosse um veado e sua mãe uma puta?

-Aí eu era trocador...

 

14. O dono do bar já estava de saco cheio com o bêbado, que todo dia vinha ali encher a cara. Numa daquelas, quando o bêbado pediu "Bota mais uma" , ele despejou ácido no copo. O bêbado tomou, fez uma careta, disse "está é forte hein:" e saiu cambaleando.

Passaram-se vários dias e o bêbado não apareceu mais. O dono do bar até ficou preocupado, pensando que tinha matado o infeliz. Uma noite, o bêbado reaparece, já trocando as pernas, e pede uma pinga. O dono do bar serve a cachaça, o bêbado toma, faz careta e diz:

-Esta não, eu quero aquela que quando a gente faz xixi, a calçada fica cheia de buraquinhos....

 

15. ORAÇÃO DO PAU D'ÁGUA Santa Cana que se extrai da roça, purificado seja o teu caldo. Aguardente sem mistura, venha a nós o vosso líquido a ser bebida a nossa vontade, assim no boteco como em qualquer lugar. Cinco litros por dia nos dai hoje, perdoai o dia em que bebemos menos assim como perdoamos o mal que a "marvada" faz. Não nos deixeis cair atordoados e livra-nos da radiopatrulha. Amém. Hic!

 

16. O tonto entrou no bar pela décima vez no dia e pediu uma cachaça. O dono, português, já não agüentando mais, porém não podendo perder a freguesia, pegou o primeiro copo que viu (sujo certamente) e foi servir o bebum.

Assim que começou a despejar a caninha, percebeu que o copo tinha uma barata. Não se importou e mandou ver (talvez o tonto desse sossego para ele depois dessa). O sujeito pegou o copo e tomou a bebida de uma vez. Quando ainda estava descendo pela goela, percebeu alguma coisa de diferente na boca.

Deu uma parada, uma mordida, sentiu o gosto meio amargo e engoliu tudo de vez. Depois que fez a cara feia, virou pro português e gritou:

-Bota outra ah... e capricha na ameixa!

 

17. O bêbado entrou na contramão e o guarda o deteve:

-Onde é que o senhor pensa que vai:

-Bom... eu ia para uma festa, mas parece que ela já acabou...Tá todo mundo voltando.

 

18. Estava uma mulher que não gostava de depilar as axilas no ônibus. Aí, um bêbado sentado lá atrás:

-Bailarina, oh bailarina!

A mulher não entendeu nada, o bêbado continuou:

-Oh, bailarina, bailarinaaaaaa, olha para mim bailarina.

Depois de um tempo, a mulher já puta disse:

-Que bailarina, onde é que o senhor está vendo bailarina?

O bêbado:

-Se a senhora não é bailarina, como é que consegue botar o pé aí em cima?

http://www.achetudoeregiao.com.br/ATR/Piadas/piadas_de_bebados.htm

 
Myriam Peres


Myriam Peres
Enviado por Myriam Peres em 30/10/2006
Cˇdigo do texto: T277695
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Myriam Peres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 86 anos
473 textos (54599 leituras)
5 e-livros (275 leituras)
(estatÝsticas atualizadas diariamente - ˙ltima atualizašŃo em 03/12/16 00:38)
Myriam Peres