Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CAIPIRA E O EMPRESARIO

CAUSO DO CAIPIRA E O EMPRESARIO


ESSE CAUSO QUEM ME CONTOU FOI MEU GRANDE AMIGO TONINHO. NOS FORMAMOS EM AGRIMENSURA EM 1978. GRANDE CARA, ESTUDAMOS OS 4 ANOS JUNTOS, SEMPRE NA MESMA SALA E SEMPRE SENTADOS LADO A LADO.

EU ME LEMBRO QUE, NUMA AULA VAGA, DISCUTÍAMOS O PERSONAGEM DO EMPRESARIADO BRASILEIRO, HOMENS QUE MOVIMENTAM MILHÕES DE DÓLARES, ÀS VEZES PARA CIMA, MAS ÀS VEZES PARA BAIXO.

FOI QUANDO TONINHO ME CONTOU UM FATO OCORRIDO NO SÍTIO DE SEU PAI, UM CAIPIRA COMO SEMPRE MUITO SÁBIO. TONINHO ME DISSE QUE POUCO ANTES DE SE MUDAR PARA A CAPITAL, UM GRANDE EMPRESÁRIO, AMIGO DO PREFEITO DA CIDADE, FOI PRO SÍTIO, A FIM DE FICAR MORANDO LÁ DURANTE UM CERTO TEMPO.

POR SE TRATAR DE UM EMPRESÁRIO ESTRESSADO, ELE FOI ACONSELHADO POR SEU MÉDICO A SE DESLIGAR DAQUELA AGITAÇÃO DA CIDADE GRANDE. SEGUNDO TONINHO, O TAL EMPRESÁRIO CHEGOU LÁ APENAS COM ALGUNS LIVROS E CDS.

MAL SE PASSOU UMA SEMANA, O FULANO JÁ TINHA LIDO TUDO E ESCUTADO OS CDS POR VÁRIAS VEZES. ERA UM SUJEITO MUITO INQUIETO, ANDAVA DE UM LADO PARA O OUTRO E FUMAVA SEM PARAR. FOI QUANDO ELE PROCUROU MEU PAI QUE ESTAVA NA LIDA E DISSE:

- Ô, SEU JEREMIAS, NÃO AGÜENTO MAIS FICAR AQUI PARADO. ISSO TÁ ME DANDO AGONIA. EU PRECISO FAZER ALGUMA COISA PRA PASSAR O TEMPO. POR ACASO, O SR. NÃO TEM AQUI ALGUMA COISA PARA EU ME OCUPAR?

SEU JEREMIAS, CABOCLO SIMPLÓRIO, MEIO SEM JEITO, RESPONDEU PRO “TARSINHO”:

- ÓIA SR. DOTÔ, O SINHÔ TÁ VENDO ESTES MONTES DE ESTRUME? É PRECISO ESPAIÁ TODINHO ELE PRA MÓR DE SECÁ, ANTES DE SEREM USADOS PRÁ ADUBÁ AS PRANTAÇÃO. AQUI EU CARCULO SERVIÇO PRA UNS TREIS DIA CURRIDO...

EM APENAS UM DIA O EMPRESÁRIO JÁ TINHA ESPALHADO TODO O ESTERCO NO TERREIRO E, DE NOVO, FOI À PROCURA DO SEU JEREMIAS.

- JÁ TERMINEI COM O ESTERCO. AGORA, O SR. ME ARRUMA OUTRO SERVICO.

SEU JEREMIAS FOI ATÉ O PAIOL E VOLTOU COM TRÊS BALAIOS, ENTREGOU-OS PARA O FULANO E, EM SEGUIDA, EXPLICOU:

- ÓI AQUI SEU DOTO. O SINHÔ VAI ATÉ O POMAR, LEVA ESSES BALAIOS E SEPARA AS LARANJA EM TREIS TAMANHO: PIQUENA, MÉDIA E GRANDE. ALI TEM SERVIÇO PRA UMAS 6 HORAS.

JÁ TINHAM SE PASSADO MAIS DE 10 HORAS, DESDE QUE O EMPRESÁRIO SAIU RUMO AO POMAR E AINDA NÃO TINHA VOLTADO. SEU JEREMIAS, PREOCUPADO, FOI ATÉ LA VER O QUE TINHA OCORRIDO. CHEGANDO LÁ, LÁ ESTAVA O EMPRESÁRIO COM UMA LARANJA, FALANDO SOZINHO:

- MERDA, ESSA LARANJA É PEQUENA, MÉDIA OU GRANDE?

E ELE REPETIA A FRASE E OLHAVA PARA A LARANJA. TONINHO QUE ESTAVA JUNTO COM SEU PAI, OLHANDO O EMPRESÁRIO NERVOSO COM A TAL LARANJA NA MÃO, CHEIO DE DÚVIDAS, ME DISSE QUE SEU PAI MURMUROU BAIXINHO;

- É, ESPALHÁ MERDA É MUITO FÁCIL. AGORA, PRÁ TOMÁ DECISÃO É MUITO DIFICER...

ZÉ PAULO MEDEIROS  CAUSOS&EFEITOS
ze paulo medeiros
Enviado por ze paulo medeiros em 25/08/2005
Código do texto: T45024
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ze paulo medeiros
Santana de Parnaíba - São Paulo - Brasil, 61 anos
75 textos (9323 leituras)
1 e-livros (122 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:28)
ze paulo medeiros