Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As Novas Aventuras de Hoogie, o Esperto

E,atendendo a pedidos... Eis que ele retorna, Hoogie, o esperto!!
Mais uma crônica sobre modismos, e agora com direito a um pequeno glossário curitibano e de coisas que curitibanos gostam.Para aqueles que estão chegando agora, esta crônica é a continuação de "Meu Tubo de Mousse pra Cabelo".

TUBÃO: Bebida que une um refrigerante com qualquer item alcóolico, de preferência que venha em garrafa de plástico. Mistura-se tudo dentro da garrafa de dois litros do mesmo refrigerante e... adeus!
EMPÓRIO:  Empório São Francisco. Um excelente bar de Curitiba,aberto à todas as facetas do Rock And Roll.
FEICHECLERES: Banda de rock Curitibana.
PIXIES: Banda de Indie Rock,muito boa,por sinal.
ROCKER: Termo estrangeiro que define os adoradores do bom rock'n roll, desde o clássico até o progressivo, passando por todas as vertentes. O Rocker não apenas escuta a música mas também sabe detalhes da composição,banda,dados da gravação e curiosidades. É um pesquisador auto-didata.
LED ZEPPELIN e THE WHO: Dispensam apresentações!!!

___________________________________________

PRÓLOGO
 
- Alô?
- Hola, Tia Selena?! O Hoogie tá na área?
- ... Estava... e pelo jeito foi penalty. Ele tá de cama... Olha aqui guri, eu tenho dois mapas astrais e um floral de Bach pra expedir então, quer dizer logo quem está falando e parar de me aporrinhar?!!
- Oi Tia!! É o João Roberto!! Eu queria falar com o Augusto, ele está?
- Ahhh, agora sim eu sei quem é a figura... aguarda um pouco, vou ver se ele pode te atender...

______________
 
AS NOVAS AVENTURAS DE HOOGIE, O ESPERTO
 
- Hola!! Tá de cama? O que pegou contigo?
- Hola John...  Tô mau cara, caí da escada hoje de madrugada, tô estilhaçado, não vai rolar aparecer no Jimmie's essa noite. Você vai?
- Vou cara, as gurias vão fazer uma "session de músicas a la carte" a galera é que vai comandar, vai ser show, amanhã te conto... Se cuida hein? Bota umas lixas nos degraus.
- Certeza.
-Opa!
-Ooopa!
 
    Uma "session de músicas a la carte" ... Eles vão servir comida junto com o som?  Bacana, eu já fiquei com fome só de pensar, mas esse olho roxo tá difícil de enganar.
    A tia já tirou -pra variar- com a minha cara dizendo "Ei piá, até onde me lembro a gente não tem corrimão redondo pra você ficar com esse olho roxo certinho aí".  Mas o que mais eu poderia dizer? A minha mãe fez aquela cara, com o olho esquerdo apertadinho, como quem pensa "mas por que eu não ouvi o barulho?"  E eu, mais que depressa falei:  "Pois é galera, vocês nem ouviram o barulho por que eu caí enrolado no tapete da escada. Viram só? Eu sou tão cool que até pra cair eu tenho estilo!!"  e ela abriu o olho na hora!  Acho que colou... O John também não pode saber de nada, ele vive me falando pra tomar cuidado com os rockers, mas na real nunca me disse o que eram os rockers, eu descobri ontem por conta própria, só não imaginava que eles fossem encanar comigo...

Tudo começou por que eu resolvi me esconder dos caras do bar pra seguir aquela hippie, eram umas seis da tarde. Ela apareceu perto da Rua XV e eu fui atrás. Ela subiu a rua e entrou depois na Biblioteca Pública. Eu imaginei que ela não fosse demorar muito por que os banheiros são no primeiro andar, e são mais limpos que os do MacDonalds. Eu uso sempre! Já fiz até a carteirinha da Biblioteca pro guardinha não encanar muito comigo. Mas,que nada... Ela saiu de lá as oito da noite! Que era!! Mulher demora um monte no banheiro, tá louco! Ainda assim continuei seguindo ela.
Ela foi subindo em direção ao Largo da Ordem e eu fui atrás. Chegou naquele bar, perto do Memorial, o "Óleo sobre Tela" e eu dei um tempo até entrar. Subi quando já eram umas nove e meia da noite.
Tava cheio dos cabeludos lá dentro, e ela conhecia uma galera! Foi cumprimentando os caras, conversando aqui e ali, pegando cerva, e eu só de cuido, de longe, não queria que ela me visse. Pensei na hora: Vai que ela só é gata e nem é inteligente como eu... Pode acontecer né? Preciso correr atrás do melhor pra mim, como o Paul sempre diz, o lance é "nivelar por cima"... E fiquei sacando ela. Mas já estava rolando o som, e eu não conseguia ouvir muito do que eles conversavam, então decidi que era hora de me enturmar. Se eles tem estilo, isso não me falta e, falando nisso, eu poderia ensinar um pouco de moda pra todos aqueles caras... Andar de preto o tempo todo não rola, e camiseta de banda é coisa do tempo do meu pai.
Tomei a iniciativa e cheguei perto dela.
- Oi.
- Oi.
- Vamos nos conhecer?
- E já não estamos fazendo isso?
- Ahn, é. Meu nome é Hoogie. E o teu?
- Hoogie? Diferente mas, não é isso teu nome, não é?
Isso meu nome... não entendi o que ela quis dizer, acho que ela se enganou, deveria ter dito "este".

- Na real não é não. Meus amigos me chamam de Hoogie.
- Ah tá. Me chamam de Samantha. Você com esse terninho, costuma ir no Empório pra ver a Feichecleres tocar, né?
Aí já não entendi mais droga nenhuma... Ir no Empório? Empório não é mercado? Não vou não. E feichecler não é um tipo de zíper de calça? De moda eu entendo... Feichecler tocando...fiz uma cara de pensativo pra ser cool.

- Ah,não. Quem vai no mercado é a minha mãe, e ela costuma mandar arrumar as minhas calças numa costureira lá perto de casa mesmo...
- Piá, você bebeu tubão né? Tá louco...
Piorou!!! Tomar tubão? Que diabo é isso?? Tubão não é aquela estação tubo que colocaram lá na Praça Carlos Gomes, onde param os ônibus vermelhos, os bi-articulados? Ela tava me tirando, dizendo que eu morava no mato? Que não conhecia a cidade?!! Essa guria era muito esquisita...

- Não gata, eu moro no centro. Nem pego ônibus não...
- Piá!!!! Agora é sério!! Você bebeu? Que conversa de surdo-mudo é essa que a gente tá tendo?! Me poupe, vai chupar parafuso até virar prego, vai!!!
Pelo menos eu entendi que tubão é um tipo de bebida... ufa... mas ainda não sabia o que ela quis dizer com o "`ir no empório ver feichecleres"

- Ei, volta aqui, vamos trocar um lance sobre música.
- Amigo, se eu tivesse um "lance" não o trocaria com você,certo? Dá licença...
Caramba, será que a gente mora em outra cidade? Essa guria não entendeu nada do que eu falei! Eu queria conversar mais e ela achou que eu queria trocar alguma coisa!! Achei que era a droga de som alto!!

Deixei ela ir, e fiquei na minha. Começou a rolar uma música que eu já ouvi lá em casa, com meu pai. Zed Pettelin, Med Tettelin... um troço assim. Sei que vi na capa do disco uns caras com umas roupas bem cretinas, e uns cabelos de cotonete que apavoram! E o meu pai ainda tem coragem de pagar com o meu cabelo, dizendo que parece uma tigela, mas curte aqueles caras... Vai entender os mais velhos né? Mas, tava rolando uma música que eu já tinha ouvido então, me senti mais "social" .
Virei pro cara do meu lado,ele tava encostado no balcão com uma cerveja. Tava com um colete de couro,aliás, tinham mais quatro caras com coletes iguais ao dele. E de novo lembrei do pai, falando que a gente sai de casa de uniforme... Só por que usamos os terninhos do brechó. E esses caras?! Com os coletes iguaizinhos!! Até com o mesmo bordado nas costas. Saem de grupinho,de roupinha igual, e fazem cara de malvados... Me lembraram os "New Kids on The Block" que eu dançava no Natal quando era pequeno. Será que eles são de grupo Country? Dei uma olhada no colete e vi uma caveira, tentei lembrar de algum grupo mas, eu não entendo muito desse som não, e na capa do cd da novela das oito não vem a foto das bandas de country, que droga. Teria que puxar papo sobre outra coisa...
- O lounge bar começa rolar que horas? Sabe se eles tem algum cd do Pixies?
- Ahn??
- O lounge bar, as musiquinhas calmas. Que horas vão rolar?
- Calma, eles já vão tocar as baladas clássicas.
- Não amigo, balada é na Avenida Batel, nos "tuch tuch" . Se quiser te levo uma hora dessas. Quero saber que horas vai rolar a musiquinha calma, quando a banda pára de tocar.
- Escuta, o bar funciona por que a banda está aqui!!
- Sei mas...
- Ei, fedelho. Vocé tá querendo musiquinha calma pra que? Com essa cara que você tem, esse terninho aí... Tá propondo alguma coisa é??  Se tivesse falado do som eu ia achar que você é fã do The Who, mas nem conhece Led Zeppelin!! O que vc tá querendo???
Putz, o cara falou da mesma banda que a minha tia vive falando, o tal do De Rruu, que diabo!! Bom, ao menos lembrei do nome certo da outra banda: Zed Zeppelin! Cool...

- Ah, valeu! Eu sempre troco o nome da banda, ainda bem que você me corrigiu... Agora, sobre o De Rruu, a gente poderia conversar mais, minha mãe sempre fala deles. Tá a fim de um drink?
- Drink??!!!

Foi nessa hora que começou o meu tormento. Vieram vários caras do além, e vi que tinham outros de colete chegando, além dos cabeludos com as camisetas de banda, que estava atrás dos caras do colete, só me cuidando. Me liguei que era o centro de uma rodinha, deu um medaço mas resolvi encarar, os caras do Jimmie's sempre dizem que sou safo, teria que provar naquela hora...
-Oô,amigo. Eu só perguntei se você queria tomar alguma coisa e conversar sobre Indie.
- Ah, Indie Rock. Sei... Você veio ver a Led Cover e quer conversar sobre Indie Rock, me pagando uma bebida... E você vai pagar para todos nós?
- Não rola amigo, tenho grana pra pagar só pra um ou dois, mas se quiserem ir lá em casa, meu pai tem altas bebidas, a gente pode entrar escondido e ficar pirando...
- Pirando na sua casa? Sei... Aposto que você faz isso com os seus amiguinhos do terninho, não faz?
- Claro!! Em cinco caras no mínimo! Cool Fenomenal!!
- Cool Fenomenal... Sei... Fedelho, falta quase nada pra eu acreditar que você é veado e tá me cantando...
Nessa hora eu gritei, me apavorei de verdade!! Dei um berrão...

- Nada a ver cara!!! Eu vim pra cá atrás de uma guria!!
- Ah é? Mostra quem é!
- Aquela gostosa de bata branca ali, que tá me olhando!! Ela bancou a louca comigo mas eu sei que era só pra eu ir atrás dela!!
- ELA É MINHA NAMORADA!!!

Aí ferrou tudo... Eu só via cabelo pra todo lado e as luzes ficaram coloridas. Na real, ficaram meio roxas... E dá-lhe pancada... Nem lembro a hora que acabei de apanhar. Os caras do colete na verdade nem encostaram muito em mim, acho que ninguém encostou muito não, eles se revezavam na pancada, e eu aguentando... Me jogaram na rua e pensei: Corre!!
Corri. Corri feito cachorro fugindo da carrocinha, e cheguei em casa. Hoje cedo preguei a história da escada, que funcionou, e tá tudo bem. Entendi que os rockers são os caras que fazem academia e gostam de sair na noite batendo nos piás legais que nem eu. Eu achava que os caras que curtiam bater nos outros eram os do Jiu-Jitsu mas agora sei que não. Preciso, uma hora dessas, contar pro John que a gente tem que ter medo é dos Rockers, que eles se chamam assim por causa do Silvester Stallone, o Rocky lá do filme. Tava na minha cara!! E acho que os caras do colete, que eram grandões, andam de boné com os Pitbull na rua durante o dia,e de noite, tiram o boné e põe os coletes por que é lógico né? Ninguém anda de boné sem sol... Pra que?!
O que eu sei agora é que não posso fazer academia, acho que fiquei marcado pelos caras, e seguir as gurias hippies não dá muito certo não. Acho que vou encarar as meninas de cabelo de Playmobil lá do Jimmie's. Elas são muito mais inteligentes, do meu nível mesmo, melhor pra mim.
Caraca, acho que quebrei umas costelas...


_______________________________

EPÍLOGO

O pai.

- Quem era no telefone,Selena?
- O João Roberto.
- Ah, mais um da patotinha do terninho... Sei não Selena, esse piá tá ficando cada dia mais estranho...
- Estranho por que,amor? Ele faz um estilo. Lembra de você de calças boca-de-sino, achando que tocaria guitarra como o Jimmy Page?
- Sei Selena, mas olha a história que esse guri contou pra gente... Se ele é meio veado mesmo tenho minhas dúvidas mas, cair da escada enrolado no tapete?! Será que só o espertalhão não viu até hoje que a passadeira é colada na escada?!!
- Eu sei amor... também estranhei... Quando ele falou que caiu da escada me deu um negócio ruim aqui dentro, fiz uma cara feia,pensei: Meu Deus!! Como deve ter doído!! Mas daí ele vem dizer que caiu enrolado no tapete!!! Que é isso...
- Isso Selena, se chama "toupeira", que nas horas vagas atende pela alcunha de "nosso filho"... fazer o que,né? Quem sabe neurônio um dia brote, que nem casquinha de ferida... Torça aí...





 
 
Carla Umbria
Enviado por Carla Umbria em 19/10/2005
Reeditado em 20/10/2005
Código do texto: T61096
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carla Umbria
Curitiba - Paraná - Brasil
12 textos (2534 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 12:39)
Carla Umbria