Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PINGA DANADA



  FIZ ATÉ REQUERIMENTO

  PRO PREFEITO, AUTORIDADE

  E TAMBEM UM JURAMENTO

  AOS PÉ DO ALTAR PRO SEU PADRE

  E PRO SEU LÚCIO TAMBEM

  MEU QUERIDO CONFRADE

  NUNCA MAIS TOMAR PINGA

  INDA QUI TENHA FESTA

  ESSA MARDITA NUM PRESTA

  DEIXA O CABOCLO RISONHO

  COMO FOSSI SÓ UM SONHO

  NOUTRO DIA É QUI NÃO DÁ

  FAZ ZÉ ANTONIO INJOÁ

  I DI NADA SE ALEMBRÁ.

  MAS NO DOMINGO SEGUINTE

  ZÉ ANTONIO FOI PRÁ MISSA

  BALEADO, COM PREGUIÇA

  AO SAIR, VIU SINHAZINHA

  BEIÇOS VERMEIOS, DI SAINHA

  COM SEU VIZINHO E CUMPADRE.

  FICOU PUTO ENCARDIDO

  DEU UM BAITA GEMIDO

  FOI PRO BOTECO DO ARIRDO

  PEGOU UM LITRÃO, ENFEZADO

  E,COM A DISGRAÇA NA MÃO

  PINGA NELE, ESQUEÇA A SINHÁ

  SEU ABESTADO.
Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 04/11/2005
Código do texto: T67363
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
7706 textos (1651438 leituras)
2 áudios (1128 audições)
88 e-livros (6116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 02:47)
Maurélio Machado