Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Trecandu na roça

Trecandu na roça

Sem querê me metê,
mai é dificiu di aguentá,
cuando u causu é sériu,
i nóis si ve espeiadu,
intão é mió entrá,
i dizê u qui tá apertadu.
 
Acunteci qui eu tumem,
to querendu umas forga,
pra ficá mai longi,
dessa maquina qui impolga,
dia i noiti, noiti i dia,
ai cruz credo avi maria.
 
Treca aqui, treca aculá,
vem um montão di menxage
qui nunca qui pára di chegá
inté arresponde tudio
ja tem mai a apontá
inté pareci un diluvio.
 
Mai no fim u qui é bem bão
é qui a gente fica tudu amigu
di tanto amô nu corasão
i ninguem nem arrepara
si oce num arrespondeu
pruque mai vali a intensão.
 
I si a filicidade iziste,
é pra módi nós si encontrá,
mandá pra cucuia a tristeza.
Aqui é tão bão di si achá,
um forró qui é só beleza,
i a chinela nóis vamu arrastá.
 
Cumadi Guida Linhares
du marzão di Santos/SP, 07/04/07

Rispondendo aus dois cumpadis aí dibaixo

TRECANDU NA ROÇA
J. Carlos Santtana  &  Lêda Mello

JC
Veja cumadi qui situação
Fui prendê internet
prá mô di usá nu sertão
Sê um homi letrádu
I um navegadô dus bão

Mi mandáru pegá um tar mause
Qui adispois faláru qui era ratu
Ai intão pensei agora tô nu matu
Pegá um ratu cum a mão
issu num façu não!

LM
Cumpádi, inté li intendu
Nu cauzu que ocê falô
Máis pareci qui tô vendu
Sua cara di horrô
Achu qui saiu correndu
Pegô u bixo i matô

Óie, num fiqui aperriádu
Pra módi mandá as carta
Us corrêi é atrazadu
Máis fáiz intrega seim farta
Bóti internet di ladu
Mandi pru rái qui u parta!

JC
Ieu quiria é ficá pru dentru
das modernidadi
Prá num servi di capira
Prus povu lá das cidadi

A cumadi mi diga
Qui façu cum tar di computadô
Qui paguei cum uas galinha
Qui u  Chico Bento cumprô

LM
Êssi tár cumputadô
Pódi inté sê di valia
Ví falá qui us doutô
Fica nele noiti i dia
Quandu vê tantu frevô
Inté cegu discunfia.
 
Cumpádi, ocê mi fala
Pra dizê u qui fazê
Fáiz qui nem a Dona Caurla,
Qui pra módi aparicê,
Ponhô a Bíbri na sala,
máis quem dixe qui ela lê!?
 
JC
A cumadi tá cum a razão
Essi negoçu di computadô
Nnum é prá nois não
Mió usá us correio
Demora um poco
Mais num dexa nóis na mão

Vô ponhá essi trem na sala
Prá vira dicoração
E prá quem pirguntá o que é
Vô dize qui é telivisão
Mai tá encrencada
i num possu ligá não!

LM
Us ôtru pódi pensá
Qui tô véia i atrazada
Máis num vô mincomodá
Us pôvu fala pur nada
Quantu mais êlis falá
Máis ieu caio na risada

Só num vô comprá um bixo
Pra módi mi aperriá
Sastisfazê um caprixo
Pruquê num vô mêrmu uzá
Num áxu dinhêru nu lixo
Pra módi sem pêia gastá.
 
Cáuzu paçádu no roçádu du Cumpádi Zé da Roça
 
Guida Linhares
Enviado por Guida Linhares em 14/10/2007
Código do texto: T694305
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Guida Linhares
Santos - São Paulo - Brasil, 70 anos
1957 textos (162529 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 15:14)
Guida Linhares

Site do Escritor