Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

EFÊMERO

Após alguns anos de descasado D. Afonso resolve dar-se ao luxo de, em companhia feminina, passear pela noite brasiliense.   Num desses exercícios estava com Lucinha, menininha engraçadinha cujo conjunto estético era por todos apreciado.

Durante um papo numa mesa de barzinho freqüentado pela nata local, animado por políticos, jornalistas e duas professoras de língua (no bom e ótimo sentidos), discutia-se o aspecto ético do programa do Governo federal concernente ao controle da natalidade, quando um dos participantes declarou que, no seu entender, tratava-se de mais um programa efêmero.

Demonstrando muito interesse no programa (ainda não sei qual), Lucinha pergunta a D. Afonso qual o significado da palavra Efêmero e dele recebe resposta apaixonada: “Ora, meu amor, é algo tão sublime quanto o nosso relacionamento, viu?”


Ah, o amor.....
Dom AFONSO
Enviado por Dom AFONSO em 24/11/2007
Reeditado em 24/11/2007
Código do texto: T751367

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Dom AFONSO
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 70 anos
20 textos (1426 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 03:24)
Dom AFONSO