Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O VÍRUS DO AMOR - OUTUBRO/2001

Após vários anos, é revelado o verdadeiro vírus que causou a decadência dos Estados Unidos

Nova York, 22 de outubro de 2006

Desde a fatídica manhã do dia 11 de setembro de 2001 o mundo nunca mais foi o mesmo. O maior atentado terrorista da história, que culminou com a destruição total do complexo do World Trade Center em Nova York e de parte do Pentágono em Washington, desencadeou uma mudança sem precedentes no cenário mundial. Com a inevitável retaliação norte-americana contra os terroristas do Taleban, a guerra tornou-se uma realidade e o universo capitalista comandado pelos Estados Unidos entrou numa profunda decadência. Inimigo dos Estados Unidos desde a guerra do Golfo, Osama Bin Laden, atualmente o homem mais poderoso do planeta, sempre prometeu vingança a George Bush, além de sonhar em fazer de Nova York a capital mundial muçulmana. Apesar de todos condenarem sua ação terrorista de 2001, não se pode abster os Estados Unidos de uma parcela de culpa, e a maior evidência veio à tona somente depois de vários anos da consumação da hegemonia muçulmana no mundo ocidental.

Durante seu mandato, George Bush recebeu diversas mensagens pela Internet de uma saudita chamada Sophia Hassan, dizendo-se por ele apaixonada. Defensor de uma sólida vida conjugal, o presidente não deu importância às mensagens até o momento de ver sua foto pela primeira vez. Como se fosse contaminado por um vírus que lhe tomavam os sentidos, não teve dúvidas e, por meio da cumplicidade de um dos assessores, tratou logo de buscá-la na Arábia e fixou-lhe residência na então exuberante ilha de Manhatan, em Nova York. Temendo que a imprensa desvendasse o caso amoroso, os encontros dos amantes aconteceram sempre em Nova York. Tudo correu na mais absoluta tranquilidade como um conto de fadas, sem que ninguém desconfiasse e sem comprometer sua vida conjugal, até que uma revelação de Sophia detonou uma verdadeira crise sentimental no presidente. Num dos sigilosos encontros, a saudita revelou-lhe ser uma das ex-mulheres de seu inimigo mortal Bin Laden, e que o mesmo ainda nutria por ela uma ardente paixão. A confissão levou-o a refletir fervorosamente sobre a situação e a solução encontrada foi acabar com o romance, o que causou uma fúria incontrolável na amante. Após várias tentativas de reconciliação, ela procurou novamente por Bin Laden para contar-lhe as aventuras amorosas vividas com seu desafeto. Sentindo-se traído, o líder muçulmano não teve dúvidas e expulsou-a de seu convívio, jurando vingança imediata a George Bush. Com a vitória do filho de seu inimigo sobre o candidato Al Gore nas eleições presidenciais nos Estados Unidos em 2000, ele percebeu que o tão aguardado momento havia chegado.

Qualquer membro da família que sofresse com a sua ira consumaria seu desejo de vingança. Foi assim que planejou o ataque ao World Trade Center e ao Pentágono, entretanto a Casa Branca não foi atingida, onde se localizava seu principal alvo.

COPYRIGHT © TODOS OS DIREITOS RESERVADOS
Para a aquisição desse texto para fins de qualquer natureza – inclusive para reprodução, trabalhos profissionais ou acadêmicos –, favor entrar em contato pelo e-mail jdmorbidelli@estadao.com.br.

Agradeço se puder deixar um comentário.

JDM
José Donizetti Morbidelli
Enviado por José Donizetti Morbidelli em 16/12/2005
Reeditado em 30/10/2009
Código do texto: T86619
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Donizetti Morbidelli
São Paulo - São Paulo - Brasil
218 textos (621750 leituras)
24 e-livros (1368 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:41)
José Donizetti Morbidelli