Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"QUEM ROUBOU A MINHA LUZ?" Texto teatral infantil de: Flávio Cavalcante

Quem roubou a minha luz?
Peça teatral infantil
De
Flávio Cavalcante.





ROLL DOS PERSONAGENS


RAINHA PIRILAMPO
REI PIRILAMPO
GUARDA DO REI (ZIG-ZIG)
ZANGÃO COMILÃO
MOSQUITO
BESOURO











SINOPSE

Quando se fala em criança, se fala também automaticamente de pureza e inocência. Cada criança tem um mundo interior próprio de fantasias; um mundo onde tudo tem gosto de chocolate, onde tem parque de diversão; onde tudo se projeta de uma forma colorida e divertida. A sinceridade é o princípio básico da criança. Quando ela gosta, diz que gosta; quando não gosta, diz com toda sinceridade que não gosta e pronto. Precisa ter muita sensibilidade para invadir este mundo de fantasias, para não desmorona-lo de uma forma brusca, deixando a criança com ressentimento desse desmoronamento para o resto de sua vida. Tem que entrar na fantasia também. Pode até parecer loucura, mas não é. Ao invés de se sentir ridículo e não querer entrar no mundo da fantasia da criança, a maneira mais ideal para deixar explodir essa criança que existe dentro de você, sem se achar ridículo e sem causar transtorno para ambas as partes; leve-a ao teatro. Assim, ela vivificará de perto, tudo que está no seu mundo interior de uma forma não palpável.
Esta peça, nada mais é do que uma forma de tornar palpável esta fantasia.
É uma história passada em um reinado de pirilampos, onde o príncipe pirilampo, precisa ser coroado rei, mas, está impedido, porque a rainha pirilampo, está sem a luz e não pode fazer a coroação, sem está tudo funcionando corretamente. Enlouquecendo todo o reinado, a rainha pirilampo, acusa todos de terem roubado a luz que a ela pertence, provocando confusão no reino dos pirilampos. O rei, vendo que a rainha não conseguiu descobrir quem roubou a sua luz, resolve substituí-la imediatamente por outra em perfeito estado. Aí, é que o palácio do rei pirilampo fica num inferno total.
“QUEM ROUBOU A MINHA LUZ?” É uma peça teatral infantil, onde a criança se identifica com a agilidade e a pureza dos personagens.

(Flávio Cavalcante).


Cena escura, a sonoplastia libera uma música com trombetas, dando idéia da chega de um rei. A luz vai clareando em resistência. Em cena está o rei Pirilampo, furioso, andando de um lado para o outro, procurando alguma coisa insistente. O cenário, é a sala de um palácio encantado de pirilampos.

REI-PIRILAMPO
(Com raiva e ágil). Malditos sejam todos os sonhos existentes no universo! Eu não sei se o errado sou eu, ou são estes serviçais incompetentes... (Transição com mais raiva ainda). Malditos... Malditos... Malditos...
ZIG-ZIG
(Entra apressado). Majestade! Majestade! Por que está tão zangado? O que tanto atormenta o meu amo?
REI-PIRILAMPO
Nada que lhe interesse! E também, eu não sou majestade, ainda! (Começa à andar em círculos, procurando alguma coisa).
ZIG-ZIG
... Mas vai ser! E para mim, é como se já fosse... (Transição). Eu posso ajudar em alguma coisa? Estou vendo que vossa majestade, procura, procura, e o que tanto procura, não está encontrando...
REI-PIRILAMPO
Pode...
ZIG-ZIG
(Alegre). Posso? Fico muito feliz com isto! E em que posso ajuda-lo, majestade?
REI-PIRILAMPO
Me deixando em paz, você está contribuindo e muito!
ZIG-ZIG
Lhe deixar em paz, Majestade?
REI-PIRILAMPO
Desaparecer da minha frente, que eu não lhe chamei em momento algum...
ZIG-ZIG
... Mas por que vossa majestade está tão nervoso?
REI-PIRILAMPO
Não sei... Acho que a sua presença está me incomodando!
ZIG-ZIG
Majestade! (Transição). Quer dizer... Alteza, por enquanto... Me desculpa, mas eu estou ficando tonto...
REI-PIRILAMPO
Eu lhe pago para isto mesmo...
ZIG-ZIG
Ficar tonto?
REI-PIRILAMPO
Não, seu idiota, sem graça! Cabeça de múmia! Eu lhe pago para você ficar tonto... (Transição). Quer dizer... Não quero dizer isto... Eu preciso segurar mais o que vou dizer...
ZIG-ZIG
Eu também acho...
REI-PIRILAMPO
(Com raiva). O que foi que você disse?... (Sempre andando em círculos).
ZIG-ZIG
Nada não! A vossa alteza é o máximo! Mas pare de andar em círculos, que eu estou ficando enjoado!
REI-PIRILAMPO
Você por acaso, Zig-Zig; viu... Ou imagina, onde eu possa ter guardado os meus óculos?
ZIG-ZIG
Ah, majestade! (Transição). Quer dizer então, que todo este corre-corre é por causa de...
REI-PIRILAMPO
(Dando um basta). Não fale mal dos meus óculos, que eu lhe jogo no calabouço!
ZIG-ZIG
Desculpe, Alteza!
REI-PIRILAMPO
Eu não vou lhe pedir desculpas nunca! Um grande rei, não se curva diante de um simples empregado!
ZIG-ZIG
Mas eu não mandei vossa alteza pedir desculpas para mim...
REI-PIRILAMPO
E nem pense em fazer tal coisa! Afinal de contas, o grande rei... (Transição). Quer dizer... O grande príncipe aqui, sou eu! Eu não sou majestade, seu burro! Sou alteza! Você tem que aprender à chamar Alteza... (Transição com a platéia). Vocês me ajudam à ensinar a este guarda burro, como ele deve me chamar? (Insinua a platéia. Transição). Tá vendo só? Todo mundo sabe...
ZIG-ZIG
Tá certo, majestade! (Transição). Desculpe... Alteza... Eu não posso esquecer... (Transição). Mas alteza, eu não sou burro! Eu sou seu guarda!
REI-PIRILAMPO
É a mesma coisa! Só muda de nome!
ZIG-ZIG
Seja o que meu amo quiser...
REI-PIRILAMPO
Vamos deixar de conversa, que eu estou precisando urgentemente, encontrar os meus óculos...
ZIG-ZIG
... Mas alteza, meu amo! Os vossos óculos, não estão perdidos!
REI-PIRILAMPO
Você está me chamando de mentiroso, Zig-zig?
ZIG-ZAG
Nunca, majestade... (Transição). Quer dizer... Alteza!
REI-PIRILAMPO
Da próxima vez que você me chamar de majestade, eu vou mandar cortar a sua cabeça e dar para os leões famintos na arena!
ZIG-ZIG
Sim, senhor! Está certo... Eu não vou mais lhe chamar de majestade!
REI-PIRILAMPO
Acabou de chamar! E quem vai cortar a sua cabeça, sou eu! (Avança. Transição). Quer saber de uma coisa?! Eu não vou sujar as minha mãos! Você está despedido...
ZIG-ZIG
Não pode fazer isso comigo...
REI-PIRILAMPO
Já está feito! Só basta eu encontrar estes malditos óculos, pra assinar a sua demissão! (Anda de um lado para o outro, procurando).
ZIG-ZIG
Não precisa procurar os óculos!
REI-PIRILAMPO
Então quer dizer que você sabe aonde estão guardados os meus óculos?
ZIG-ZIG
(Decidido). Sei...
REI-PIRILAMPOS
Então fale...
ZIG-ZIG
Não sei se devo!
REI-PIRILAMPO
(Escandalizado). O que? Você, um simples guardinha, está desafiando o grande rei... Quer dizer... Futuro rei?!
ZIG-ZIG
Eu não estou desafiando ninguém!
REI-PIRILAMPO
Então se você sabe onde estão os meus óculos, fale de uma vez por todas! (Transição com raiva). Onde estão os meus óculos?!
ZIG-ZIG
Eu sei onde eles estão! Mas já que estou despedido, eu não tenho nenhuma obrigação de lhe dizer!
REI-PIRILAMPO
Você não está mais despedido, seu idiota! Agora me diga, onde estão os meus óculos? Eu já estou ficando irritado!
ZIG-ZIG
Palavra de rei?
REI-PIRILAMPO
Tá bom... Tudo bem, tá bom... Palavra de príncipe!
ZIG-ZIG
Vale do mesmo jeito, a palavra de alteza?
REI-PIRILAMPO
É claro, que sim... Há alguma desconfiança? Se houver fale logo, ou cale para sempre!
ZIG-ZIG
De jeito nenhum! Os seus óculos estão um pouco acima de seu nariz!
REI-PIRILAMPO
(Furioso, tentando olhar para o nariz). Como pode estar acima do meu nariz, se eu não estou vendo absolutamente nada?
ZIG-ZIG
Exatamente, alteza! É porque já se acostumou! (Pega rapidamente um enorme espelho e o coloca na frente do rei-pirilampo).
REI-PIRILAMPO
(Escandalosamente). Meu Deus, que coisa horrorosa! (Transição). Espere aí! Este que está ali, está muito parecido comigo!
ZIG-ZIG
Mas é, a vossa alteza...
REI-PIRILAMPO
Então, até que não é tão horroroso assim! (Dá uma gargalhada, com um olhar fixo). É ele, Zig-zig! Os meus óculos... (Transição). Como eu não descobri isso antes?
ZIG-ZIG
É verdade, alteza! Vossa alteza deveria ter visto isso à muito tempo! Como ele não saiu daí, não é?! Ele não saiu daí, um só instante!
REI-PIRILAMPO
(Repreendendo). Zig-zig, você por acaso, está querendo insinuar, que eu sou burro?
ZIG-ZIG
(Com ironia). O que é isso, alteza?! Nem me passou uma coisa dessa pela cabeça...
REI-PIRILAMPO
É bom que não tenha passado mesmo! Se eu pelo menos sonhar, que está passando, eu a corto antes...
ZIG-ZIG
(Assustado). Cortar o que, alteza?
REI-PIRILAMPO
A tua cabeça de camarão! E eu não sou mais alteza...
ZIG-ZIG
Mas vossa alteza, mandou que eu o chamasse de alteza...
REI-PIRILAMPO
... Mas agora eu não quero mais! Quero ser coroado como rei!
ZIG-ZIG
Tem todo direito do mundo, majestade... (Transição). Desculpe... Alteza!
REI-PIRILAMPO
Pode me chamar de majestade, mesmo!
ZIZ-ZIG
(Alegre). Posso?
REI-PIRILAMPO
Eu estou dizendo que pode, Zig-zig! Eu quero ser coroado, agora mesmo! Logo, logo, todos os insetos vão conhecer o grande rei dos pirilampos! Vai ter vaga-lumes por toda parte, clareando tudo! Esse vai ser o meu reinado! Não quero mais ouvir falar em noite escura...
ZIG-ZIG
Perfeitamente majestade! Agora, quem vai fazer a sua coração?
REI-PIRILAMPO
A minha rainha, ora! Vá chama-la! Depois vá dizer para o zangão comilão, que traga para a minha presença a coroa real! Quero também a presença de todos os vaga-lumes na minha cerimônia! Quero reforço na guarda! Mandes convites pelo mosquito e traga também o besouro, para fazer a leitura de posse! Eu vou ser o primeiro rei-pirilampo a ser coroado com uma festa em alto nível, bem iluminada! (Transição). Você está me ouvindo, Zig-zig?!
ZIG-ZIG
Estou majestade!
REI-PIRILAMPO
Então, por que está demorando demais? Desapareça da minha frente e vá resolver logo...
ZIG-ZIG
Agora mesmo, majestade! (Faz menção que vai sair. A Rainha-Pirilampo grita, sem entrar em cena).
RAINHA-PIRILAMPO
Zig-zig; onde está você?
REI-PIRILAMPO
Não precisa chamar a rainha! Ela está vindo aí, Zig-zig...
ZIG-ZIG
E vossa majestade, ouviu? Ela não está nada contente...
RAINHA-PIRILAMPO
(Entra em cena furiosa). Ah, você está aí, seu guardinha incompetente?! Eu estou com tanta raiva, que se eu pegar este moleque, ele não vai gostar do que eu vou fazer!
REI-PIRILAMPO
Minha adorada rainha! Você está passando da conta! (Gritando). Quem manda aqui, sou eu...
RAINHA-PIRILAMPO
(Querendo chorar). Na frente dos empregados?! Buá... Buá...
ZIG-ZIG
Mais alguma coisa, majestade?
REI-PIRILAMPO
(Com raiva). E você ainda está aí, Zig-zig? Eu pensei que você já estivesse de volta! (Transição). Desapareça daqui agora mesmo!
ZIG-ZIG
Sim, majestade! Agora mesmo! Com licença... (Sai de cena apressadamente).
RAINHA-PIRILAMPO
Para onde ele está indo?
REI-PIRILAMPO
Eu resolvi, definitivamente ser o rei dos pirilampos! Ele foi cuidar dos preparativos!
RAINHA-PIRILAMPO
(Alegre). Que maravilha! Finalmente temos um rei de verdade! Já pensou!? Todo esse reinado de vaga-lumes clareando o céu nas noites escuras? (Transição). Isto é maravilhoso! Vamos aumentar o número de reprodutores. Só assim, garantimos a perpetuação da espécie!
REI-PIRILAMPO
Isto é maravilhoso mesmo! O Zig-zig vai preparar tudo!
RAINHA- PIRILAMPO
(De salto). O zig-zig?! Aquele incompetente? É muita coragem de sua parte...
REI-PIRILAMPO
Não entendi essa sua atitude assim tão repentina!
RAINHA-PIRILAMPO
Este Zig-zig não é flor que se cheire!
REI-PIRILAMPO
Continuo sem entender! Por que o zig-zig é incompetente?
RAINHA-PIRILAMPO
... Roubaram a minha luz...
REI-PIRILAMPO
(De salto). O que?!
RAINHA-PIRILAMPO
Isso mesmo que você ouviu! Não está mais acendendo! Veja só!
REI-PIRILAMPO
(Assustado). Será que roubaram a minha luz também?! Deixe eu fazer um teste... (Aciona uma chave liga-desliga e a lâmpada acende normalmente). Graças à Deus, está em perfeito estado! (Transição). É muito grave o desaparecimento de sua luz! Como é que eu vou ser coroado, se a sua luz não funciona? (Transição). Isso não pode estar acontecendo! A sua luz tem que funcionar! Você sabe muito bem, que não pode se fazer uma cerimônia de coroação de vaga-lumes, se a luz estiver queimada!
RAINHA-PIRILAMPO
(Chorando escandalosamente). Buááá... Buááá... Alguém roubou a minha luz... Quem teve a ousadia de roubar a minha luz? O culpado de tudo isto é o Zig-zig, que deixou alguém roubar a minha luz! (Transição). Não vai ter problema! A gente adia a sua coroação...
REI-PIRILAMPO
(De salto). Você está louca? À esta hora do campeonato, todos os pirilampos já estão sabendo da minha coroação...
RAINHA-PIRILAMPO
Você nem marcou a data!
REI-PIRILAMPO
Não precisa! O zig-zig, além de guarda, é meu secretário de confiança também! O que ele marcar, eu assino em baixo!
RAINHA-PIRILAMPO
Ele vai esquecer! Lembra que a semana passada ele esqueceu o convite para a gente ir assistir a peça no teatro? Só veio entregar depois de dois dias...
REI-PIRILAMPO
Vamos deixar esse assunto de teatro para lá, que agora o que mais interessa no momento, é o desaparecimento de sua luz!
RAINHA-PIRILAMPO
(Se apavora novamente). Ai, meu Deus! Já tinha me esquecido! Roubaram a minha luz!
REI-PIRILAMPO
Vou juntar toda a guarda! Alguém vai ter que dar conta do sumiço dessa luz, imediatamente... Está se aproximando a hora da minha coração!
RAINHA-PIRILAMPO
Só o zangão comilão poderia ajudar...
REI-PIRILAMPO
Por que o zangão comilão?
RAINHA-PIRILAMPO
Não me pergunte o porquê! Eu sempre achei ele muito competente! Diferente do Zig-zig!
REI-PIRILAMPO
Pois você está dando muita confiança à insetos que não merecem... Eu sempre achei o zangão comilão muito incompetente! Ele só sabe comer, dormir e pronto! (Entra em cena o zangão comilão, com a coroa real).
ZANGÃO COMILÃO
Alguém falou em comida, aí? Eu ouvi bem! Isto prova que estou com os meus ouvidos em perfeito estado! É o efeito da comida!
RAINHA-PIRILAMPO
Ninguém está falando em comida aqui! (Transição com o rei). Você falou em comida?
REI-PIRILAMPO
Eu não...
RAINHA-PIRILAMPO
Você está vendo, zangão comilão? Seus ouvidos devem estar cheios de cera! Ou então você comeu pelo lugar errado!
ZANGÃO COMILÃO
Não é possível! Eu podia até jurar, que eu ouvi essa palavra deliciosa! (Com a platéia). Você ouviram também, não ouviram? (Transição). Mas deixa pra lá! Olhe aqui, majestade... A sua coroa real...
REI-PIRILAMPO
Eu não estou interessado!
ZANGÃO COMILÃO
Como não está interessado? Foi vossa majestade mesmo quem pediu a coroa real!
REI-PIRILAMPO
Não vai haver mais cerimônia...
ZANGÃO COMILÃO
Isso quer dizer, que não vai mais haver comida? (Desesperado). Ai, meu Deus! Eles querem me matar de fome! (Transição). Como não vai mais haver cerimônia, majestade?! O mosquito já fez zoada no ouvido de muitos insetos! Agora não tem jeito não... Vai ter que haver cerimônia...
REI-PIRILAMPO
(Com raiva). Quem mandou ele fazer isso?
ZANGÃO COMILÃO
Naturalmente, segundo as palavras do Zig-zig, foi a vossa majestade mesmo!
REI-PIRILAMPO
É verdade! É que eu tinha me esquecido!
RAINHA-PIRILAMPO
Você está com problemas de amnésia...
REI-PIRILAMPO
(Com raiva). Quem está com amnésia, é a sua vovozinha, sua vaga-lume sem luz nenhuma!
RAINHA-PIRILAMPO
(Cai em prantos). Buá... Buá... Buá... Você está dizendo isso, porque não é você, que está sem a luz... Buá... Buá... Buá...
ZANGÃO COMILÃO
Majestade! E a senhora está sem luz?
RAINHA-PIRILAMPO
(Debochada). O que é que você acha? Tem alguma coisa contra o escuro, senhor Zangão Comilão?
ZANGÃO COMILÃO
Não, majestade! Não é nada disso! Agora, é muito grave a sua luz sumir, justamente na coroação do grande rei dos pirilampos!
RAINHA-PIRILAMPO
Roubaram a minha luz... E você está sendo um dos suspeitos...
ZANGÃO COMILÃO
(Espantado). Eu, majestade?! Eu não admito uma acusação de tamanha grandeza! Eu posso ser comilão, eu posso gostar de dormir muito, mas, ladrão eu não sou...
REI-PIRILAMPO
Não se pode acusar ninguém sem provas!
RAINHA-PIRILAMPOS
(Desesperada). Eu quero a minha luz de volta... Ou então, essa coroação não vai haver!
REI-PIRILAMPO
(Decidido). A minha coroação tem que acontecer! E imediatamente!
ZANGÃO COMILÃO
A coroa real já está aqui!
RAINHA-PIRILAMPO
E se eu não descobrir, quem roubou a minha luz?
REI-PIRILAMPO
Aí, nesse caso, o jeito é arrumar outra rainha...
ZANGÃO COMILÃO
(Alegre). Vai ter festa? Vai ter comida de montão, com certeza!
RAINHA-PIRILAMPO
(Furiosa). Nunca! Ninguém vai tomar o meu trono! Isso é sabotagem! Roubaram a minha luz de propósito! Mas eu vou tomar as providências! Esse reinado me pertence!
REI-PIRILAMPO
Você só poderá ser rainha, se a sua luz estiver funcionando perfeitamente!
ZANGÃO COMILÃO
Isso faz parte das leis dos pirilampos!
RAINHA-PIRILAMPO
Eu mato e morro por este trono! (Transição). Quem poderia ter roubado a minha luz? (Anda pensativa de um lado para o outro. Transição). Me ajuda a pensar também! Duas cabeças, pensam mais do que uma...
ZANGÃO COMILÃO
Eu posso pensar também? Se duas cabeças pensam mais do que uma, três então...
RAINHA-PIRILAMPO
... Não pensa nada que preste! (Transição). Pelo menos na sua, só tem areia e comida...
REI-PIRILAMPO
(Com a rainha). Você é toda ao contrário! Uma hora defende o Zangão Comilão, outra hora você baixa a madeira nele! Ninguém entende o que você fala!
RAINHA-PIRILAMPO
Você não vai entender nada, é se alguma vaga-lume sem graça, tomar o meu trono, só porque a luz dela está perfeita!
ZANGÃO COMILÃO
E não acredito que alguém tenha roubado a sua luz, majestade!
RAINHA-PIRILAMPO
(Furiosa, falando com o rei). Tá vendo só? Este Zangão Comilão de uma figa, está me chamando de mentirosa!
REI-PIRILAMPO
Não exagera!
ZANGÃO COMILÃO
Não foi a minha intenção, majestade!
REI-PIRILAMPO
Ela sabe disso! (Com a rainha). Você está muito nervosa, sem necessidades nenhuma...
ZANGÃO COMILÃO
Majestade... Me permita uma opinião!?
RAINHA-PIRILAMPO
Está permitida...
ZANGÃO-COMILÃO
Majestade! Já imaginou, se o sistema eletrônico de sua luz estiver com problemas?
REI-PIRILAMPO
O Zangão Comilão tem razão! Se o sistema eletrônico dos pirilampos estiver alguma resistência alterada, a luz não funciona!
ZANGÃO COMILÃO
Muito bem! Agora... Depois de uma idéia maravilhosa como esta, eu devo merecer uma boa torta de chocolate, caramelizado, com flocos crocantes! O que me diz, majestade?
RAINHA-PIRILAMPO
Você não acha que é mais que a sua obrigação, dar todas as informações que o reino precisa? Afinal, você é muito bem pago para isto!
ZANGÃO COMILÃO
Está certo, majestade! Não está mais aqui quem falou...
RAINHA-PIRILAMPO
Deixa pra lá! (Transição). Quer dizer, que há uma esperança de não terem roubado a minha luz?
ZANGÃO COMILÃO
Claro, que há! A tecnologia eletrônica das luzes dos pirilampos, ainda não é de primeira qualidade!
RAINHA-PIRILAMPO
Então, mande chamar alguém que conserte urgente! A coroação já está pra começar...
REI-PIRILAMPO
Faça isso, Zangão Comilão... Antes que essa vaga-lume enlouqueça e eu tome uma atitude mais drástica...
ZANGÃO COMILÃO
Mas depois, eu vou querer para o almoço, um molho à pirilampo de larvas de lagartas florestais e almôndegas de patas de aranha...
RAINHA-PIRILAMPO
Está querendo demais pro meu gosto!
REI-PIRILAMPO
Vai ter tudo isto e mais guilhotina no seu pescoço, como sobremesa...
RAINHA-PIRILAMPO
Não seja tão cruel! Afinal de contas, foi ele quem deu a idéia! E tudo que ele falou, faz sentido! Vá depressa, zangão comilão! Eu preciso falar urgentemente com este inseto consertador...
ZANGÃO COMILÃO
Eu não o conheço! Quem tem muito contato com ele, é o mosquito...
REI-PIRILAMPO
Então, o que você está esperando? Vá chamar o mosquito e diga-lhe que o rei, o espera...
RAINHA-PIRILAMPO
Vá logo sem demora! Eu estou louca pra ver esta luzinha acendendo normalmente...
ZANGÃO COMILÃO
Se é pra felicidade da minha majestade, eu vou agora mesmo! Com licença! (Beija a mão do rei e da rainha e sai de cena).
RAINHA-PIRILAMPO
(Alegre). Ai, que alegria repentina me deu!
REI-PIRILAMPO
Não vá se alegrando muito não, que a coisa pode ser ao contrário e a decepção, não vai ser muito grande!
RAINHA-PIRILAMPO
Lá vem você querendo botar gosto ruim na minha alegria! Eu estou feliz, sim senhor! E no meu reinado, todos vão estar assim como eu, sorrindo com o vento...
REI-PIRILAMPO
... Ou chorando...
RAINHA-PIRILAMPO
(Com raiva). Ai, que ódio! Eu não quero mais ouvir uma só palavra...
REI-PIRILAMPO
Eu não vou dar mais opinião!
RAINHA-PIRILAMPO
E faz muito bem...
REI-PIRILAMPO
Eu não vou dar mais opinião mesmo!
RAINHA-PIRILAMPO
E eu não quero opinião nenhuma! Eu ainda tenho uma esperança de a minha luz estar em perfeito estado! Tomara que o zangão comilão, tenha encontrado o mosquito!
REI-PIRILAMPO
Tomara mesmo! Se não encontrou, eu não posso fazer nada por você! Me desculpa, mas não dar mais para esperar! Vou requisitar outra rainha!
RAINHA-PIRILAMPO
Você pirou de vez?
REI-PIRILAMPO
É a necessidade que obriga! No seu caso, eu não posso mais esperar! Você está sem a luz e o que é pior, não sabe se foi roubada ou se houve algum problema no sistema eletrônico... Sinto muito, mas eu não posso fazer nada!
RAINHA PIRILAMPO
Só porque eu estou sem a minha luz, você quer me jogar no lixo! Tem que dar tempo! Vai dar tempo... (Grita chamando o mosquito)... Mosquito... Onde está você...
REI-PIRILAMPO
Eu já estou sentindo através das minhas antenas, que os convidados já estão chegando! (Transição, chamando os guardas). Guardas, guardas... Eu quero que preparem outra rainha imediatamente! Depressa! (A rainha amordaça a boca dele com as mãos).
RAINHA-PIRILAMPO
Cale esta boca! Você por acaso está querendo me tirar do ramo?
REI-PIRILAMPO
Não! Só quero apenas que a sua luz funcione... E agora...
RAINHA-PIRILAMPO
(Desesperada). Mas como eu vou conseguir isso, se o desgraçado do mosquito não apareceu por aqui?
REI-PIRILAMPO
(Com ironia). Se vire...
RAINHA-PIRILAMPO
(A Rainha se vira). Assim?
REI-PIRILAMPO
(Dá uma gargalhada de zombaria).
RAINHA-PIRILAMPO
(Furiosa). Você está pensando que eu sou alguma besta, idiota, é? Eu vou transformar esse castelo numa verdadeira pedreira! (Gritando). Zig zig... Zangão Comilão... (Transição). Vai ver que esse feioso está assaltando a minha geladeira! (Gritando). Mosquito...
REI-PIRILAMPO
Não adianta!
RAINHA-PIRILAMPO
Eu vou perder o meu trono... Eu estou perdida! Eu estou perdida! Eu vou me suicidar!
REI-PIRILAMPO
Como?
RAINHA-PIRILAMPO
Eu vou me afogar no primeiro vaso sanitário que eu encontrar na minha frente!
REI-PIRILAMPO
(Dá uma gargalhada). Faça isso! Você não vai sair nada cheirosa de lá! Veja só! A sua luz tem que funcionar muito bem! Assim, como a minha! (Aciona o botão, mas a dele também não funciona. Transição com medo). Tenha calma, foi só um alarme falso... (Aciona novamente, mas a luz não funciona. Transição se desespera). O que? Roubaram a minha luz também! Eu quero a minha luz! Sabotagem... Fizeram sabotagem e eu não admito isso...
RAINHA-PIRILAMPO
Tá vendo só? Estamos na mesma situação... (Dá uma gargalhada de zombaria com ironia).
REI-PIRILAMPO
Não vi graça nenhuma! (Transição). Ah! Mas como eu não tinha pensado nisso antes! Mas é claro, que foi você!
RAINHA-PIRILAMPO
(Escandalizada). Eu?! O que foi que eu fiz?
REI-PIRILAMPO
Roubou a minha luz...
RAINHA-PIRILAMPO
(Cai em prantos).
REI-PIRILAMPO
Eu não estou vendo motivo para choro...
RAINHA-PIRILAMPO
Você me chamou de ladra!
REI-PIRILAMPO
Eu não chamei nada disso! Agora eu chamar, pronto! Devolva a minha luz, sua ladra... Ladra... Ladra...
RAINHA-PIRILAMPO
(Dá uma gargalhada).
REI-PIRILAMPO
Também não vi motivos para gargalhadas...
RAINHA-PIRILAMPO
Mas também você não ver motivos pra nada! Eu não roubei a sua luz! Mas se para mim ter o meu trono de volta, precisasse fazer tal coisa e eu tivesse a chance para isto, com certeza, não pensaria duas vezes...
REI-PIRILAMPO
Então... Quem roubou a minha luz tão repentinamente?
RAINHA-PIRILAMPO
Como eu posso saber? De agora por diante, nem eu sou mais a rainha do pirilampos e nem você é o rei... (Gritando). Guardas... Guardas... Preparem urgentemente uma rainha e um... (Frisando). Rei...
REI-PIRILAMPO
Isso nunca aconteceu comigo!
RAINHA-PIRILAMPO
Mas pra tudo na vida existe uma primeira vez... Agora está acontecendo...
REI-PIRILAMPO
(Querendo desmaiar). Ai, eu estou tonto! Eu vou ter um ataque...
RAINHA-PIRILAMPO
Não vai morrer agora não! Socorro, o rei está se sentindo mal... Socorro! (Transição). Malditos empregados! Quando a gente precisa, ninguém aparece! Ah, mas depois da coroação, isso aqui vai mudar! (Entra o mosquito depressa).
MOSQUITO
(Entra apressado). O que aconteceu? O que foi que aconteceu? Diga, pelo amor de Deus... O que aconteceu?
RAINHA-PIRILAMPO
O grande rei dos pirilampos, acabou de ter um ataque, só porque a luz dele não acendeu...
MOSQUITO
A luz de quem?
REI-PIRILAMPO
A minha, seu burro...
RAINHA-PIRILAMPO
Mas se você sabe consertar, concerte a minha primeiro... A minha também não está funcionando!
REI-PIRILAMPO
Ele vai consertar a minha primeiro...
RAINHA-PIRILAMPO
A sua não, a minha...
MOSQUITO
E agora? Como vai ficar a situação?
RAINHA-PIRILAMPO
Fique calado por enquanto... Eu estou discutindo com o rei... (Transição). A sua situação vai melhorar e muito quando consertar a minha luz...
REI-PIRILAMPO
A sua luz não tem jeito... Ela foi roubada!
RAINHA-PIRILAMPO
E a sua também...
REI-PIRILAMPO
A minha luz estava funcionando... Até agora à pouco...
RAINHA-PIRILAMPO
Mas não está mais...
MOSQUITO
Não é nada bom, a gente discutir por causa de bobagem...
REI-PIRILAMPO
(Escandalizado). Bobagem? Você por acaso sabe, o que significa a perda da minha luz? (Transição). Ah, você não sabe!? Pois com toda certeza, eu vou lhe dizer... Significa a perda do meu trono... Veja, ela não acende nada... (Aciona o botão liga-desliga e a luz acende normalmente. Transição aos pulos de alegria). Ela acendeu... Ela acendeu... Meu Deus, ela acendeu! Você está me ouvindo? Ela... (A luz apaga. Transição triste)... Apagou! Meu Deus, ela apagou... Mas isso significa que a minha luz não foi roubada...
MOSQUITO
É verdade! Isto é verdade!
RAINHA-PIRILAMPO
E por que a minha também não acende?
MOSQUITO
Pode estar com problemas no circuito! Eu conheço um inseto, que pode ajudar à consertar!
RAINHA-PIRILAMPO
(Aos pulos de alegria). Eu sabia, que tinha uma solução! (Transição). Vá busca-lo imediatamente!
MOSQUITO
Não vai precisar, majestade...
RAINHA-PIRILAMPO
(De salto). Como não vai precisar? Você endoidou de vez?
MOSQUITO
Eu mesmo... Eu mesmo posso consertar...
REI-PIRILAMPO
(Espantado). Você?! (Dá uma gargalhada de zombaria).
RAINHA-PIRILAMPO
(Também espantada). Você?! (Também dá uma gargalhada de zombaria).
MOSQUITO
Vocês não sabem do que eu sou capaz de fazer! Eu já fui doutor, manequim...
REI-PIRILAMPO
Manequim? Você? (Outra gargalhada de zombaria).
MOSQUITO
Também eu já fui palhaço...
REI-PIRILAMPO
(Espantado). Palhaço?!
RAINHA-PIRILAMPO
Que maravilha! Palhaço...
REI-PIRILAMPO
Estamos sem bobo! Um grande rei que se preza, merece ter em sua corte um bobo pra aliviar as tristezas do dia a dia...
MOSQUITO
O que está querendo insinuar, majestade?
REI-PIRILAMPO
Você apartir de hoje, vai ser o nosso bobo da corte! Isso não é maravilhoso?
RAINHA-PIRILAMPO
Eu acho esplendoroso...
MOSQUITO
Até que eu aceito a idéia muito boa! Mas primeiro vamos resolver esse assunto da luz; se não, não vai existir nem reinado, quanto mais um bobo de corte!
RAINHA-PIRILAMPO
O mosquito tem razão! E também os convidados já devem estar chegando à qualquer momento...
MOSQUITO
E vem mesmo! Eu mesmo fiz os convites pessoalmente! O Zig-zig, pe pediu uma ajuda!
REI-PIRILAMPO
Então conserte logo, ou mande alguém consertar essa luz...
MOSQUITO
E se foi roubada realmente?!
RAINHA-PIRILAMPO
(Ansiosa). Sim... E se foi roubada? O que ele deve fazer?
REI-PIRILAMPO
Chame os guardas pra prender o ladrão...
MOSQUITO
Mas a gente não sabe quem roubou a luz, majestade!
REI-PIRILAMPO
Eu não quero saber... Eu não sei e tenho raiva e quem sabe! Eu quero esta luz funcionando, imediatamente! Se vire... (Transição). Se você se acha capaz de dar um jeito, então já devia ter feito isto à muito tempo...
MOSQUITO
Não! Eu acho melhor chamar o besouro, que entende mais do assunto...
REI-PIRILAMPO
(Com raiva). Desapareça da minha frente, agora mesmo! Vá buscar esse tal de besouro, onde quer que ele esteja...
MOSQUITO
Agora mesmo, majestade... (Sai de cena).
RAINHA-PIRILAMPO
Será que ele vai encontrar o besouro?
REI-PIRILAMPO
Claro, que vai! A minha ordem é muito rígida! (Transição). Vamos deixar esse assunto pra lá e vamos preparar a coroação... (Transição). Ai... ai...
RAINHA-PIRILAMPO
(Espantada). O que foi? Está sentindo alguma dor?
REI-PIRILAMPO
Não, só uma coceirinha nas costas! Ai... Agora tá coçando ainda mais!
RAINHA-PIRILAMPOS
Pode ser pulgas...
REI-PIRILAMPO
Quem tem pulgas é cachorro e eu não sou cachorro... (Transição). Você vai ou não vai coçar as minha costas?
RAINHA-PIRILAMPO
É claro, que eu vou...
REI-PIRILAMPO
Ah, aproveite a situação e peque também um abano! Eu estou morrendo de calor!
RAINHA-PIRILAMPO
Mas alguma coisa, patrão?
REI-PIRILAMPO
Sim... é...
RAINHA-PIRILAMPO
(Gritando dando um basta). Chega! Eu não sou sua empregada! Eu não vou sujar as minhas unhas nestas suas sarnas, seu vaga-lume nojento! E tem mais! Coce com as suas...
REI-PIRILAMPO
Mas eu não alcanço!
RAINHA-PIRILAMPO
Se vire!
REI-PIRILAMPO
Se vire, é? (Gritando). Guardas, tragam a nova rainha...
RAINHA-PIRILAMPO
(De salto). Não... Eu estou brincando... Onde você quer que eu coce?
REI-PIRILAMPO
Não precisa mais! Já passou! (Grita da platéia, o Besouro).
BESOURO
Eu sou o besouro mais esperto do reino dos pirilampos! Eu animo quem está triste e desanimo quem está alegre! Eu conserto tudo que estiver quebrado! Só não conserto, se o que eu for consertar, tiver roubado! (Com alguma criança da platéia). Você que está aí! Fui informado pelo mosquito, que você está sem a luz! Roubaram a sua luz, ou você está quebrado? Deixe-me conserta-lo... (Com um enorme multímetro, mede na criança). Ora, mas ora... O que temos aqui!? Você não tem circuito! Mas finalmente, quem é que é está sem a luz? (O besouro insiste até a criança dizer que é a rainha pirilampo ). Ah, é a rainha-pirilampo? Mas eu não estou conseguindo encontra-la! Vocês me ajudam à chamar a rainha? Então vamos chama-la comigo! Eu conto até três e nós chamaremos juntos! Vamos lá... Um... dois... três... e... Espere aí... Mas nós vamos chamar como? (Transição). Ah, já sei! A gente vai... Majestade... Vamos lá... Um... dois... três... Majestade... Majestade...
RAINHA-PIRILAMPO
Oh... Que barulho é este?
REI-PIRILAMPO
Deve ser algum vendedor ambulante!
BESOURO
Vendedor ambulante? Vocês erraram... Eu sou o querido, o adorado, o bem amado, besouro consertador! Fui informado pelo mosquito que a sua majestade está sem a luz, não é verdade? (Transição). Sim, e o mosquito mandou lhe avisar que todos os convidados acabaram de chegar! Pois bem! Isso quer dizer, que a coroação vai começar agora...
REI-PIRILAMPO
Então vamos ao serviço! Dê logo uma olhada no meu circuito que ele tá bom, mas quis dar problemas...
RAINHA-PIRILAMPO
Não, senhor! O seu circuito está em perfeito estado! Conserte-me primeiro, senhor besouro!
REI-PIRILAMPO
Não, senhora... Eu vou ser analisado primeiro...
RAINHA-PIRILAMPO
(Com raiva). Primeiro sou eu...
REI-PIRILAMPO
Sou eu...
RAINHA-PIRILAMPO
Eu...
BESOURO
(Grita). Querem parar com esta gritaria?
REI-PIRILAMPO
(Com o besouro). O que? Você está gritando com o rei dos pirilampos?
RAINHA-PIRILAMPO
E gritou também com a rainha!
BESOURO
Eu não vou consertar mais nem um e nem outro, pronto!
RAINHA-PIRILAMPO
(Branda). Não faça isso! Temos muita pressa! A coroação já vai começar!
BESOURO
Eu não estou agüentando mais essa confusão! Até logo! (Vai saindo pela platéia).
REI-PIRILAMPO
(Implorando). Volta, pelo amor de Deus... Volta... (Com a platéia). Vamos chamar ele... volta, volta, volta...
BESOURO
Está bem, eu vou voltar! (Com a platéia). Agora, você é quem vai escolher quem eu vou consertar primeiro! Você me ajuda a analisar os dois? Então vamos lá! (Leva a criança ao palco). Muito bem! Você vai ser o doutor e eu vou ser o consertador! Você examina o rei, que eu examino a rainha...
REI-PIRILAMPO
Não, senhor! Ele examina a rainha! Você me examina!
BESOURO
Então está bem! Você examina a rainha, que eu examino o rei! (Começa os exames).
RAINHA-PIRILAMPO
E aí, doutor! A minha luz foi realmente roubada? Examine aqui, doutor! (A criança examina e a rainha deixa cair duas pilhas do bolso. Transição). O que é isso? São as pilhas! É isso mesmo! Eu esqueci que eu tinha tirado as pilhas e guardado dentro do bolso! (Coloca as pilhas e aciona a chave liga-desliga e a luz acende normalmente. Transição aos pulos de alegria). Minha luz não foi roubada! Ela não foi roubada! (Com a criança). Você me consertou! Você é a maior! Agora você é quem vai coroar o grande rei! Pegue a coroa... (Entrega a coroa para a criança). Finalmente eu vou ser a rainha e vou conquistar a amizade de todas as crianças do meu reinado!
BESOURO
(Com a criança). Você acabou de concertar a rainha! Parabéns! Apartir de agora, você vai ser o nosso convidado para a coroação do grande rei dos pirilampos! Coloque a coroa na cabeça dele.
REI-PIRILAMPO
(Feliz). Muito obrigado! (Gritando). Que entrem os meus convidados! Todos os pirilampos, clareando o meu reinado... (A sonoplastia libera uma música de ação, apropriada para a cena. A iluminação joga fachos de luz. Começa a descer uma seqüência de luzes, piscando aleatoriamente, dando idéia da chegada dos pirilampos. Logo em seguida, as luzes se apagam e a sonoplastia entra com uma música bem movimentada, para o elenco brincar com as crianças, chegando assim, o fim do espetáculo. “QUEM ROUBOU A MINHA LUZ?”


PEÇA: QUEM ROUBOU A MINHA LUZ?
AUTOR: FLÁVIO CAVALCANTE
MÊS: JULHO
ANO: 1996

OBS: Todo trabalhos desenvolvido por este autor, é totalmente fruto da imaginação; porém qualquer semelhança é mera coincidência.
Flavio Cavalcante
Enviado por Flavio Cavalcante em 02/04/2009
Código do texto: T1519092

Copyright © 2009. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Flavio Cavalcante
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 46 anos
534 textos (317482 leituras)
31 áudios (3770 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 30/10/14 13:10)
Flavio Cavalcante



Rádio Poética