Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda



Texto

O COELHINHO DESOBEDIENTE

Era uma vez um coelhinho que vivia desobedecendo à mamãe.
Uma vez estava anoitecendo e ele inventou brincar de esconde esconde com os outros bichinhos na floresta.
A mamãe coelha falou que tomasse cuidado, pois a floresta à noite era um lugar perigoso e misterioso.
Antonio Marcos, nem escutou a recomendação e correu para se esconder, junto com os coleguinhas.
Além de ser desobediente, também era muito distraído. Ficou escondido, bem quietinho e nem notou que começou a escurecer.
Foi ai que tudo aconteceu. Marck começou a notar que tudo estava muito  diferente e viu com pavor que tinha anoitecidos  sem que percebesse.
Tudo ficou apavorante. Começou a ouvir ruídos que durante o dia nem imaginava que existissem. Cada barulho mais terrível que o outro.
O bichinho tremia tanto que um joelho batia contra o outro, fazendo um barulhão.
Começou a olhar em volta. Viu monstros horríveis de diversos tamanhos que pareciam avançar para pegá-lo.
Nessa hora lembrou-se das recomendações da mamãe, sobre os perigos da floresta durante a noite e desejou não estar ali.
Prometeu a todos os santos, que se saísse a salvo daquele lugar, iria ser o filho mais obediente que aquela floresta já conhecera.
Estava compenetrado no seu juramento, quando sentiu alguma coisa cutucá-lo!
Tremeu das patas até as orelhas!
O que seria?
Não tinha coragem de virar-se para olhar.
Seria um monstro, uma onça ou um lobo?
 Marck cada vez tremia mais!
Foi quando aconteceu a segunda cutucada!
Ai, meu Deus! Agora era muito pior, pois  teria que olhar  ou então reunir forças  e fugir.
Fugir?...Mas como?  Além de tremer como uma vara verde, também estava paralisado pelo medo!
Com a coragem que ainda lhe restava, resolveu virar-se devagarzinho... Câmera lenta mesmo...
Foi virando a cabeça, mas ainda com os olhinhos bem fechados! Agora, não tinha jeito. Teria que enfrentar o terrível monstro. Foi abrindo os olhos bem devagar e quando terminou de abri-los, que surpresa!
Que coisa inacreditável e surpreendente!
Ele nunca poderia imaginar quem o estava cutucando!
Sabem quem era?
Mas querem saber mesmo?
Deixa respirar fundo, pois até eu fiquei surpresa!
Bem, era nada mais nada menos que ... Ah!...Caramba! Vocês não vão acreditar mesmo!
Mas... Mesmo assim vou contar...
Vamos lá!
Ah! Era simplesmente,a mamãe coelha!!!! Pode?
O coelhinho, não pestanejou! Pulou no colo dela e abraçou-a tão forte que mamãe Coelha, quase ficou sufocada!
Foi uma felicidade só!
Antonio Marcos olhou bem nos olhos da mamãe e prometeu que daquele dia em diante, seria o mais obediente de todos os coelhos daquele lugar.
E saibam!... Ele cumpriu mesmo a sua promessa. Passou a escutar com muita atenção todos os conselhos, recomendações da sua mãe e toda vez que tinha oportunidade, repassava tudo que lhe era ensinado com tanto amor,para todos os seus amigos da floresta.
Ah!...Antes que esqueça! Marck, manda avisar que no próximo dia das mães, estão todos convidados para a festa que ele e os outros bichinhos, farão para homenagear todas as mamães.
Pede  que não faltem, pois como nos outros anos, será uma festa linda,repleta  de muito amor e emoção!
Se por acaso a sua mãe já estiver no céu, leve-a onde ela sempre esteve e estará: “GUARDADA EM SEU CORAÇÃO” !
Deus abençoe todas as mães do mundo!
Parabéns pela linda missão de multiplicar e distribuir amor incondicionalmente!








Isabel Ramos
Enviado por Isabel Ramos em 07/05/2009
Reeditado em 07/05/2009
Código do texto: T1581071
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre a autora
Isabel Ramos
Alto Paraná - Paraná - Brasil
1224 textos (117246 leituras)
1 áudios (55 audições)
18 e-livros (1624 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 21/10/14 00:10)