Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Praça

Hoje vejo a velha praça
Onde brinquei quando criança
Hoje tudo que vejo são restos
Que sobrou de uma praça
Que outrora abrigava
Tesouros que não mais existe
Como aquele parquinho
Que abandonado com o tempo ruiu
O velho alto-falante emudeceu
As crianças foram embora
Até os pombos sumiram
Dos balancins e gangorras
E o velho carrossel
Nenhum vestígio sobrou
Apenas restos de saudades
Foi tudo que eu encontrei
Da velha praça de minha infância
E hoje me pergunto, como vou lembrar.
Que um dia eu fui criança
E aqui eu vinha brincar
Hoje nada mais nos resta
Que tristes recordações
Da esperança que tínhamos
De um dia aqui voltar
Para relembrar o tempo
Que eu brinquei nesta praça
Onde um dia eu fui guri.




                                   Volnei Rijo Braga
Volnei Rijo Braga
Enviado por Volnei Rijo Braga em 11/06/2005
Código do texto: T23852
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Volnei Rijo Braga
Pelotas - Rio Grande do Sul - Brasil, 69 anos
2314 textos (147481 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 03:23)
Volnei Rijo Braga