Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

João Lambão

Era uma vez um menino
chamado João.
João era bonitinho, mas
não tinha educação.
Tudo que João comia
jogava o resto pelo chão:

João comia um pão,
e lá ia o embrulho no chão.
João chupava um picolé,
e zunia o palito com o pé.
Onde o menino brincava
lá, a sujeira se instalava.

Já tinha virado costume
esse jeito do João,
De achar muito natural
jogar lixo pelo chão.

Podia ter uma lixeira
bem ali, do seu lado,
que o menino não percebia,
Que estava sendo mal-educado.

Um dia choveu tanto, tanto,
Que era água para todo lado!
E João ficou em casa,
Sem poder sair: Ilhado.

Olhou pela janela
E viu um aguaceiro danado
que saia arrastando, todo
o lixo, ali, jogado!

João viu na TV
Que a cidade estava inundada.
Que o lixo impedira
a água de ser escoada.

Depois na escola ouviu
a professora explicar:
Que o lixo entope bueiros,
 impede a água de passar
Entendeu que seu lixinho
podia não causar enchente,
mas que esse, também era
o pensamento de muita gente.

Resolveu então,
Faria tudo com capricho
Seria um menino educado:
Só Jogaria lixo no lixo.





Arlete de Andrade
Enviado por Arlete de Andrade em 21/09/2006
Código do texto: T245848
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Arlete de Andrade
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 52 anos
16 textos (1743 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 06:43)
Arlete de Andrade