Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALÉM DO ARCO-IRIS

Convidei a brisa passante para nos levar,
Criancinhas carentes da Pastoral do Menor,
Pois queriam saber onde nascia o Arco-Iris,
Que bem sapeca se mostrava após a chuva.

Passamos por rios e lagos, além de florestas,
E bem do alto escutamos pássaros à cantar,
Com seus gorgeios saudando a criançada,
Até que uma nuvem nos convidou a passear.

Pegamos carona na nuvem toda branquinha,
Vendo lá embaixo as matas todas floridas,
Com flores silvestres exalando seus perfumes,
E na atmosfera se espalhavam de forma tão doce.

De repente no horizonte uma chuva se forma,
Despejando águas tão claras e bem geladinhas,
Que a criançada em festa soltaram gargalhadas,
Pois se esbaldaram praticando suas sapequices.

Até que viram um lindo Arco-Iris se formando,
Que o sol iluminou para as cores surgirem,
E foram todas pintadas por um Anjinho pintor,
Pois no Céu tem também todos os artistas.

Passamos por cima daquele lindo cenário,
Procurando ver onde o Arco-Iris nascia.
Vendo então que não tinha suas raízes,
Pois suspenso ficava balançando no ar.

As crianças maravilhadas ficaram quietinhas,
Olhando o cenário que a natureza os brindou,
Até que aos poucos as cores foram sumindo,
E o Arco-Iris tristinho então se despediu.

02-07-2011

Jairo Valio
Enviado por Jairo Valio em 02/07/2011
Código do texto: T3070509

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jairo Valio
Sorocaba - São Paulo - Brasil, 80 anos
491 textos (38302 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 25/10/14 14:45)
Jairo Valio



Rádio Poética