Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Voa, passarinho...

Voa, voa, passarinho
beija a mão da natureza que afaga o belo ninho
onde nasce o teu quinhão...
Por ser frágil,
teu destino é ser poeta,
cumpre bem a tua meta
ame o sol ao despontar...

A lua,
bela e nua flor de lótus,
adornando a madrugada,
ilumina a doce estrada
teu caminho de voar...
Com teu canto,
amanhece um novo dia,
tçao real na fantasia,
colorindo o despertar...

E se algum dia entenderes meu destino,
perdoa esse menino inocente a te caçar...
Faz de conta que entende o quanto é duro
ser um pássaro imaturo,
sem asinhas pra voar!
Nel de Moraes
Enviado por Nel de Moraes em 16/07/2005
Código do texto: T34801

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor e o link para o site www.neldemoraes.com). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Nel de Moraes
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 56 anos
407 textos (351718 leituras)
2 e-livros (297 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 10:48)
Nel de Moraes