Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PEIXE DE ASAS

      Era uma vez um peixe que não sabia nadar. Então, criou asas e se pôs a voar. Visitou continentes, correu mundo, passeou por entre milhares de estrelas... Mas um dia...  Aliás, numa tarde ensolarada, foi atingido por um pelotaço de baladeira. Ferido, caiu no remanso de um riacho perdido num grotão qualquer de uma mata desconhecida. Desacordou-se por dois dias, entremeando sonhos e delírios de vôos e mergulhos. No terceiro dia, abriu os olhos e, como se planasse por entre nuvens de milhares de peixinhos dourados, abanou a cauda e mergulhou no riacho, cavalgando a primeira corredeira, entre pedras, descobertas e espantos. Finalmente, aprendera a nadar.  
José de Castro
Enviado por José de Castro em 28/10/2007
Reeditado em 20/11/2013
Código do texto: T712952
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José de Castro
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 69 anos
2301 textos (685920 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/08/17 05:22)
José de Castro