Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

As lágrimas da felicidade de Deus


   - Paiêêêê, quando foi que nasceu a gota d’água? Ela surgiu do nada?

   - Não! Claro que ela não surgiu do nada! Na verdade sempre existiu como Deus e é uma lágrima Dele.

   - Puxa... O senhor inventa cada história pai!

   - Mas é verdade. Quando criou o Mundo e a Vida Ele chorou muito e foi assim que surgiram os mares, os rios, a chuva e toda a água da Terra.

   - Se Deus chorou é porque ficou triste quando fez nós!

   - Não meu filho, foi justamente ao contrário. As lágrimas derramadas nasceram da imensa felicidade que Ele sentiu ao ver sua obra realizada.

   - Que bacana pai! Então a água da chuva, aquela que a gente bebe e onde os peixinhos moram é tudo lágrimas da felicidade de Deus?

   - Ta vendo como você é inteligente filho, entendeu direitinho.

   - Entendi sim pai. Eu só não sei direito se compreendi, mas juro que entendi.


Nossas crianças muitas vezes nos fazem perguntas que nos parecem tolas e complicadas, mas que são sempre bastante fáceis de responder. Basta contarmos uma historinha bem bonita e deixar que a imaginação fértil delas descubra os caminhos e porquês da vida.

CARLOS CUNHA o Poeta sem limites
Enviado por CARLOS CUNHA o Poeta sem limites em 01/11/2007
Código do texto: T718624

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
CARLOS CUNHA o Poeta sem limites
Japão, 63 anos
369 textos (437888 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 16/08/17 21:16)
CARLOS CUNHA o Poeta sem limites