Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O MONSTRO BATE À PORTA

- Quem será que está batendo a esta hora da manhã! Não se tem sossego nesta casa!

Assim reclamava o Sr. Bicho da goiaba madurinha, pendurada num dos galhos da goiabeira. Ele levantou da sua caminha, entre os caroços da fruta, calçou os chinelos e foi até o lugar de onde vinham as batidas.

- Quem é? – perguntou zangado. Como não houve resposta, ele perguntou novamente olhando para o seu reloginho que marcava seis horas.

- Quem está batendo na parede da minha casa às seis horas da manhã?

Silêncio total. Passaram-se alguns minutos e as batidas recomeçaram. O Sr. Bicho da goiaba, que estava preparando a refeição, largou o que estava fazendo e se dirigiu para a parede de onde vinha aquele som: toc, toc, toc. Que surpresa desagradável! Já havia um furo na parede. Ele correu para o meio da casa atarantado. O monstro estava lá fora e pretendia esburacar toda a sua casa. Teve uma idéia. Pegou alguns caroços da goiaba e, com muito esforço, conseguiu tampar o buraco. Agora sim ele podia voltar a preparar a sua refeição.

O Sr. Bicho da goiaba sentou-se à sua mesinha, feita de polpa vermelhinha, e quando ia dar a primeira mordida na torta de goiaba, pronto, começou tudo de novo. Só que desta vez as batidas eram na outra parede.

- Ei, seu monstro! Pare de estragar a minha casa. Eu vou sair para lutar. Responda!

Nada. Então ele se encheu de coragem e foi até o buraco, aberto na segunda parede, e pôs a cabeça para fora no exato momento em que um pardal ia dar mais uma bicada na goiaba. Ao ver o Sr. Bicho da goiaba com a cabeça no orifício  como se estivesse numa janela, o pardal gritou para os amigos.

- Turma, a goiaba está bichada! Vamos procurar um mamoeiro porque em mamão não dá bicho.

E o pardal voou, acompanhado dos amigos, deixando para o Sr. Bicho da goiaba muito trabalho para vedar o buraco.
 
02/12/07
(histórias que contava para o meu neto).
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 03/12/2007
Reeditado em 21/04/2011
Código do texto: T762492

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (367521 leituras)
19 áudios (10708 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 00:45)
Maria Hilda de Jesus Alão