Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARLENDA – Vida de Pombo-correio.

Tô voando, vou embora,
Saindo de Juiz de Fora,
Não vou para a estação,
De trem não preciso, não.

Sou um carteiro antigo,
Dos tempos medievais,
Entregava bilhete de amigo,
E convites pros festivais.

É Natal e volto ao passado,
Atendendo a quem quiser
Enviar missiva, recado,
Faça o tempo que fizer.

Estou indo pra Uberlândia,
Com escala em Cafelândia.
Tem carta pra Mirandópolis,
Um bilhete pra Salesópolis

Da menina de Avilândia,
Levo um bilhete perfumado
Pro menino de Açailândia
Que espera emocionado.

Pra vovó de Cordeirópolis
Trago um cartão de Natal
Dos netinhos de Reginópolis
Nina, Luiza e Demerval.

Na volta pra Juiz de Fora
Por Lucianópolis passarei,
Um cartão pra dona Dora
Na janela deixarei.

E para esta história terminar,
Eu vos digo meninos:
Ai que saudade do meu lar
E dos filhotes pequeninos.

06/12/07.
(parlenda para declamar)
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 06/12/2007
Reeditado em 21/03/2011
Código do texto: T767553

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (361606 leituras)
19 áudios (10686 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 15:06)
Maria Hilda de Jesus Alão