Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ALEGORIAS DE MAIO


Passos farfalham no chão dourado de folhas
Solo desenhado de trajetórias
Pintam a face com uma viva aquarela.
Alegorias ganham corpo e apresentam
Maio de sonhos e histórias.

O palhaço reencontra a alegria
E brinca com balões coloridos,
A bailarina veste a sapatilha
E desliza leve em rodopios.
A pequena atriz brinda o infinito.

Uma trupe ensaia as entrelinhas
Relevam o sonho do dramaturgo
As cortinas desfolham segredos
Em coreografias sagradas
Os cantos profanam o magistral silêncio.

Viver o espetáculo do mundo
É criar o próprio protagonista
Compreender os arteiros e artistas
Como personagens possíveis
Nas realizações e alegorias.

O céu estrelado embala o dia sonolento
Canto de astros, coro perene,
A criança tropeça nos primeiros passos
A jovem sopra o mensageiro do vento
Num farfalhar constante de folhas e enredos.

A mulher veste a rodada saia
Brinca de ser, cria destinos,
Tambores anunciam a festa de viver
Congadas, maracatus, reisados,
Folias em tantos ritmos.

O olhar persegue os passos dourados
Descobre o caminho do crescimento
Nos bárbaros véus da madrugada
Desfilam máscaras, mitos, fantasias,
Realidades, sonhos e pensamentos.

Viver o espetáculo do mundo
É criar o próprio protagonista
Compreender os arteiros e artistas
Como personagens possíveis
Nas realizações e alegorias.


Helena Sut
Enviado por Helena Sut em 25/04/2006
Código do texto: T144982
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Helena Sut
Curitiba - Paraná - Brasil, 47 anos
614 textos (790070 leituras)
2 áudios (1258 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 22:16)
Helena Sut

Site do Escritor