Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Realmente só

Sinceramente diz
Não possui amigos não sabe em quem confiar
Um mundo desconhecido, um pobre homem aflito
Sosinho ele á vagar

Sua vida é um deserto sem ninguem por perto
Para um sorriso lhe mostrar
Solidão eterna por dias melhores reza
Pobre solitário sem honra

Filho de um condenado todos lhe jugam culpado
Dizem que mal deve sofrer
Pra pagar seus pecados em seu pescoço um laço
Seu destino agora é morrer

Realmente só  
Marcelo Braem
Enviado por Marcelo Braem em 27/05/2006
Código do texto: T164071
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcelo Braem
Fortaleza - Ceará - Brasil, 29 anos
5 textos (167 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:21)