Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sertão além

Na poeira do terreiro
Escrevo mil vezes pra não esquecer
O contorno do teu nome
Traz a docê lembrança de você
No vermelho da estrada
O pensamento vaga a imensidão
O meu mapa tua imagem
De guia se fez meu coração
ANDARILHO, PENSAMENTO MEU
NA MENINA DOS TEUS OLHOS
UM SOL AMANHECEU
Meu cavalo quase alado
Adivinha onde anda meu pensar
Voa como faz o vento
Vendo meu coração cavalgar
Deus perdoe meu desejo
Nem sei como posso amar assim
Quase que nem me aguento
Com tanto de você dentro de mim
ANDARILHO, PENSAMENTO MEU
NA MENINA DOS TEUS OLHOS
UM SOL AMANHECEU
Boto lenha na fogueira
Encosto no corpo o violão
À moda do seresteiro
Pôr fora amor em forma de canção
E então a lua é companheira
A toada não cantou o alvorecer
Chega então o meu destino
Só teu pranto vem me receber
ANDARILHO, PENSAMENTO MEU
NA MENINA DOS TEUS OLHOS
UM SOL AMANHECEU
Não se sinta tão sozinha
Não quero ir embora magoado
O sertão por mais distante
Nunca vai nos deixar separados
ANDARILHO, PENSAMENTO MEU
NA MENINA DOS TEUS OLHOS
UM SOL AMANHECEU
betobento
Enviado por betobento em 02/06/2006
Código do texto: T168228
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
betobento
Salesópolis - São Paulo - Brasil, 44 anos
17 textos (1061 leituras)
6 áudios (358 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 04:42)
betobento