Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

mais um na multidão

 
Posso até morrer, mas não corro não,
Por que a vida é feita de ilusão
Num momento em que tudo está desigual
O melhor é fingir que esta normal
Para desarmar que quer te ferrar
e frustrar os planos desses animais
que rastejam na poeira desse lugar
mas não perdem a chance de te empurrar
de ladeira abaixo para o precipício
onde a igualdade e um delírio
de quem enxerga as coisas de um outro angulo
e escreve seus desabafos pelos cantos
para tentar acalmar a sua ira
a revolta que ronda uma guerrilha
para vcs isso pode ser natural
seus covardes inúteis vão se dar mal (pros cambaus)
se quiserem guerra vcs vão ter
mas nunca a satisfação de me ver correr.
 
Autor: Rodolfinho. 25/01/2006. 23:05
rodolfinho
Enviado por rodolfinho em 16/08/2006
Reeditado em 10/08/2007
Código do texto: T218245
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
rodolfinho
Rio das Ostras - Rio de Janeiro - Brasil
12 textos (298 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:23)
rodolfinho