Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Aos Braços da Traição

Hoje...
foi tão fácil desvendar suas farsas
e como não pensar em ti dizer que
o relógio não gira mais a meu favor
e porque esperar a vida nos ultrapassar
se o que mais quero é viver dependendo
das minhas próprias dívidas
porque não me deixa sentir o vazio
simplesmente crescer em mim.

Incerto seria negar teu olhar
sem saber e apostar se pudesse ter
uma chance maior para se alguém tão
simples para enxegar o amanhecer

Não...
serei o último a sorrir porque minha
amante já não se contenta comigo
e não consigo mais me perder à procura
do meu próprio destino
será que ninguém me vê trazer
senso e não julgamento a quem me escuta
e não me importo em correr invés de ficar
e tentar perceber que o que procuro precisa
me envolver em chamas.

Incerto seria negar teu olhar
sem saber e apostar se pudesse ter
uma chance maior para se alguém tão
simples para enxegar o amanhecer

e eu nem lembro do seu olhar
quando te disse não mais.....
olharemos para o céu anoitecido
fingindo que o sol não nascerá
mais uma vez para podemos deixar
as marcas para trás por que não
seria justo terminar esquecidos
e largados no chão....
Bruno Barroca
Enviado por Bruno Barroca em 17/10/2006
Reeditado em 17/10/2006
Código do texto: T266774
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bruno Barroca
São Paulo - São Paulo - Brasil, 26 anos
9 textos (351 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 08:56)