Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Coming Undone*

*Estou me desfazendo

Despertando a cada passo
Indo de encontro a um futuro em atraso
Fazendo algo nunca feito
E não há direito de escolher

O que se pode fazer,
Se foi tirando o poder de decisão
Maquiando uma ilusão
Confundindo a verdade
Destruindo a realidade

O que parece ser a perdição
Que separa as forças do coração
Pode ser a salvação
Embora o caminha seja de solidão
Me separando de meus amigos
Que sempre estiveram comigo

Estou desabando
Cada pedaço da minha alma fragmentando
Sonhos se dissipando
Trevas me aprisionando

O caminho
[Eu estou me desfazendo]
Tão obscuro
[Eu estou me desfazendo]
Sem sentido
[Eu estou me desfazendo]
Fora de rumo
[Eu estou me desfazendo]

Já é tarde para voltar atrás
Tudo está perdido
Não há mais
Outro caminho

Sufocando
Com cada suspiro
Desesperado
Com cada luz cegante

Descobri então
Que meus demônios, Amigos são
Medos e incertezas
Tormentos e tristezas

Fugindo do impacto
Cada demônio próximo do contato
Estou tentando sair intacto
Não devo estar sendo precipitado
Mas o medo foi antecipado

Cada um desses sentimentos
Cada amigo, Cada demônio
Me ajudam a ver o que me aguarda
Por isso estou compondo
Entre tantos experimentos
A escuridão é o que me espera

Estou desabando
Cada pedaço da minha alma fragmentando
Sonhos se dissipando
Trevas me aprisionando

O caminho
[Eu estou me desfazendo]
Tão obscuro
[Eu estou me desfazendo]
Sem sentido
[Eu estou me desfazendo]
Fora de rumo
[Eu estou me desfazendo]

Como é possível deixar pra trás
Tudo aquilo que se acredita
E se faz parte
Mas, nada mais
Pode ser feito
Já é tarde
Eu estou me desfazendo
Esperando pelo fim
Eu estou me desfazendo
Já que tem que ser assim.

Palavras curtas e ásperas
Mas altas e claras
Não há mais esperança
Tudo está ficando pra trás
Cada abraço, cada sorriso
Cada momento
Sumindo, desaparecendo

É um tormento
Isso não sai da minha cabeça
Não há mais tempo
Só quero que esse sentimento desapareça

Cada demônio volte para seu lugar
Que tudo volte a ser como era antes
E eu não comece a desabar
E possa a ver o brilho do amanhcer

Mas já é tão tarde
E Isso está tão errado
Tudo que eu poderia fazer já foi feito
Meu tempo está sendo contado

Estou desabando
Cada pedaço da minha alma fragmentando
Sonhos se dissipando
Trevas me aprisionando

O caminho
[Eu estou me desfazendo]
Tão obscuro
[Eu estou me desfazendo]
Sem sentido
[Eu estou me desfazendo]
Fora de rumo
[Eu estou me desfazendo]
X
Enviado por X em 02/12/2006
Código do texto: T307344
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
X
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 25 anos
9 textos (317 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/08/17 18:10)
X