Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PASSOS DESCALÇOS

UM DIA ACREDITEI EM ALGO BOM PRA MIM
FOI TANTO QUE SONHEI E VOÇÊ ME VEIO ENFIM
A SEMENTE FOI PLANTADA MESMO SENDO A HORA ERRADA
PORQUE LOGO O CÉU FECHOU E A TEMPESTADE ENTÃO CHEGOU
E JOGOU TODO O PESO DO MUNDO EM SEUS BRAÇOS CANSADOS
TE ENVOLVEU COM A DOR DO PRESENTE, E O PASSADO É PASSADO
NINGUÉM VAI CONTROLAR OS MEUS PASSOS DESCALÇOS ENQUANTO EU ESTIVER AQUI
EM VEZ DE VIVER EM PEDAÇOS VOU VIVER A VIDA QUE EU MESMO ESCOLHI
VOÇÊS...
O SOL E O MAR EM MIM
QUANDO EU ACORDEI VOÇÊS NÃO ESTAVAM AQUI
POR ISSO ME CALEI, NÃO TINHA AONDE IR
MAS A SORTE FOI LANÇADA E AINDA ESTÁVAMOS NA ESTRADA
E SE HÁ CRÉDITO NO AMOR
ENTÄO QUE SEJA COMO FOR
AS MARGENS DE UMA CIDADE REPLETA DE INVEJA
CONVERSA E VAIDADE
AINDA EXISTE AMOR, ESPERANÇA E CORAGEM
VIVER E CORRER PRO ABRAÇO APERTADO POR LAÇOS AFINS
E VER NO ESPELHO A IMAGEM DA FELICIDADE QUE NÃO ESTAVA AQUI
VOCËS...
 O SOL E O MAR EM MIM

FIM
Bach
Enviado por Bach em 18/07/2005
Reeditado em 01/09/2008
Código do texto: T35498

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bach
São Paulo - São Paulo - Brasil, 39 anos
32 textos (1452 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 10:28)
Bach