Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A TRILHA

PODE O CÉU SE ABRIR
E LEVAR EMBORA TODO O DESESPERO
QUE ESTÁ ENTERRADO NO MEU PEITO
PORQUE NÃO TENHO DINHEIRO
E TODOS OS DIAS SÃO DO MESMO JEITO
DANCEI NA CARA DO PERIGO
E ME PERDI NOS SEUS CAMINHOS
DESAPRENDI A VIVER
ME AFASTEI DOS MEUS AMIGOS
SE HOJE EU ESTOU SÓ
ENTÃO DEVERIA SER ASSIM
APENAS MINHA PEQUENA DENTRO DE MIM
E SE A FÉ NÃO ME LEVAR A LUGAR ALGUM
EU SABEREI ONDE EU ERREI
AS ILUSÕES QUE EU NÃO CRIEI
VOU TE ESPERAR POR MAIS UMA NOITE
CONTEMPLANDO O CÉU CLAREAR
QUEM INSISTIR VAI SE ENCONTRAR
QUE AINDA NÃO CHEGUOU AO FIM
AGORA SÓ TEM QUE ANDAR
QUEM NÃO TEM A PERDER
SÓ TEM A GANHAR
AFINAL, QUANDO EU CHEGAR EM CASA
E REVER AS FLORES DE UM DESEJO
COM UMA FOGUEIRA PRA ME ESQUENTAR
DO FRIO QUE MATA NESTA TERRA DE ESCORPIÕES
ONDE CADA UM TEM O SEU LUGAR
JÁ DEFINIDO E É IMPOSSIVEL MUDAR
SOA POBRE MAS TEM SENTIMENTO
QUANDO A AGONIA SE ENTERRA EM MEU PEITO
EU CAIO MAS VOU BUSCAR
SEMPRE CAÍ PRA PODER LEVANTAR
A FELICIDADE VEM E PASSA
MAS DEIXA MARCAS BONITAS NA ALMA
E UM DIA IRÁ VOLTAR NA SUA VIDA
NO SEU DEVIDO LUGAR

FIM
Bach
Enviado por Bach em 02/08/2005
Reeditado em 03/09/2008
Código do texto: T39662

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Bach
São Paulo - São Paulo - Brasil, 39 anos
32 textos (1452 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 03:50)
Bach