Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Desacorrentar

Se fosse por mim, não saia de lá
É pai, é mãe, é o chão
Pra ter que deixar;

O novo, a aventura me chamando
E o querer ficar
Se fosse por mim, não saia de lá...

É abrir as asas, ter de se arribar
Atrás de tempo bom, desacorrentar
Os sonhos, as promessas e a esperança
Vão ter de me esperar
É comer o pão depois de amassar

É ter que brigar, quando se é de paz
E correr pra não ficar pra trás
Sentir o seu sotaque desaparecer,
_Os teus não vão te reconhecer...

Rver os amigos, rever o lugar
E achar que o tempo lá
Passa devagar
Sentir-se como um peixe fora dágua
Voce mudou e não viu

A cidade grande já te engoliu.
Aecio Flávio
Enviado por Aecio Flávio em 06/08/2005
Reeditado em 18/04/2006
Código do texto: T40858
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aecio Flávio
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 75 anos
139 textos (20917 leituras)
117 áudios (22140 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 22:11)
Aecio Flávio