Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Minhas estações

Folhas de outono
copas que renovam,
estrelas nos sonos
sinos que  acordam,
pincéis que  cromam
páginas de vitrais,
sonhos que proponho
não abandono jamais.

Frescor de primavera
cores teatrais,
flores nas janelas
sombras nos quintais,
risos de crianças
desejos e quimeras,
doces de lembranças
idas, vindas e cais.

Tempo de hibernar
quando a chuva cair,
pode até trovejar
não precisar sair,
vendo o inverno passar
tomar chocolate e açaí,
nem pensar num lugar
quando o lugar é aqui!

E quando um raio de sol
anunciar o verão,
abrindo  os braços no vão
da sacada do meu janelão,
festejando em prol
alegorias do meu coração,
serei como um rouxinol
cantando a nova estação...







sempresol
Enviado por sempresol em 22/08/2007
Código do texto: T619025
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
sempresol
Fortaleza - Ceará - Brasil
240 textos (7319 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/08/17 15:04)
sempresol