Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DESABAFO DO POETA MARGINAL

 QUEM VAI SER O PROXIMO DEFUNTO INDO EMBORA NO SACO DE LIXO.
SEM A CABEÇA OUTRO CORPO ESTÁ NO MATAGAL SENDO DEVORADO POR BIXO.
RATOS, MOSQUITOS QUE NÃO SE IMPORTÃO COM NADA
DEVORA OUTRO VERME, QUE FAZIA HORA EXTRA NA QUEBRADA
CHEROU TUDO QUE PEGOU PARA VENDER
NÃO PODE SE ESCONDER, NÃO TEVE COMO CORRER
FOI QUERER SER , INCOMPETENTE QUERENDO SE CRESCER.
DOS TIPO CANALHA QUE NINGUÉM QUER SE ENVOLVER
O CRIME NÉ O CREME TEM QUEM NÃO TEME
BOCA DE SOLVENTE DESTRUINDO TUDO QUE VER PELA FRENTE
A SEITA É DEPRIMENTE O DIA INTEIRO POR AI SEM PARADEIRO
VARIOS PUTO INTERECEIRO, SE VENDENDO POR DINHEIRO,
TOMARÃO E COM RAZÃO,O MESMO FIM.
QUE SEUS PARCEIROS CANALHAS QUE VIVEM ASSIM.
TRAINDO A RAÇA, SENDO A PROPRIA DESGRAÇA
SE ENVOLVENDO COM A PLAYBOYSADA
VEJO SEMPRE NAS BOCADAS O COMERCIO FLUTUANDO LIVREMENTE
CORRUPÇÃO SUBORNO NAS MÃOS DO VELHO TENENTE,
O MESMO JUSTIÇEIRO QUE MATA POR DINHEIRO,
TEM CARTEIRA ASSINADA O CÃO MANDADO DO GOVERNO.
 NÃO TENHO POR ISSO LIBERDADE, MEU RESGATE MINHA VOZ
 TENTAM CALAR DE TANTOS MODOS E FORMAS
QUE A VIDA SE TORNA FODA, E UM MILHÃO DE REFORMAS
NOITE INTEIRA, FICAMOS TIPO NA BAGACEIRA
COM NOVE, OITÃO, PT,12 PUNHETEIRA.
 VENDIDAS POR NÓS, ROUBADA POR NÓS. AQUELE QUE SEM VOZ
 É O PROPRIO MACHADO DECAPITANDO O ALGÓZ.

    ''REFRÃO''
''O BAGUI TÁ LOCO, O BICHO TA SOLTO, NAS RUAS QUE CORRE ESGOTO A CÉU ABERTO, ONDE BOIA DESAFETO,
NAS RUAS QUE VIVO NAS RUAS QUE FICO E SOU MENSAGEIRO.
 MOSTRO SIM QUEM É O DEMONHO QUE PODE MATAR
 SIGO MEU CAMINHO DE NOITE E DE DIA
 SOU MAIS VOCÊ PERIFERIA.'' 2*

NÃO. NÃO TENHO MOTIVOS DE ALEGRIA,
ESCREVO O QUE VIVO TODO DIA,
 AVISO DESDE MULEQUE,
QUE ACREDITO EM MIM NÃO DESISTO ANTES DO FIM
.NÉ . O SORRISO AQUI NÃO É MAROTO,
NÃO SE MISTURA COM PORCO,
SE MATAM  UM DAQUI CHACINA AI É O TROCO.
MENOR CARENTE MOSTRE SER DIFERENTE DO FILHO DA PUTA DO NOSSO PRISIDENTE,
GRANDE ÓTARIO,TRAIDOR DA VERDADE, TRAIDOR DA NAÇÃO.
NÃO QUERO QUE MINHA MÃE VÁ RECONHEÇA MEU CADAVER NO IML,
NO DATO, OU DEBRUSSADO MORTO CAIDO NA CALSADA,
 MAIS INIMIGO DE POETA MARGINAL É MATO.
TEM POLICIA TEM BANDIDO, UMA PÁ DE INVEJA PELA SACO.
QUE BOM MENINO. É LATROCINIO,
É UM 12, AS NOITES MAU DORMIDA,
FAMA DE PSICO,ALTAS DONA RAPARIGA, QUE NÃO AMA SÓ QUER FAMA,
 VIVO NO INFERNO FAZENDO SOFRER QUEM ME AMA,
 MINHA FAMILIA MEU NOME SE AFOGANDO NA LAMA,
MINHA DONA QUE CONQUISTEI E UM DIA ATÉ AMEI,
NEM OLHO NOS OLHOS ELA DIZ QUE ME TRANSFORMEI.
 NUM HOMEM VINGATIVO,QUE A DEIXEI, E QUE DESDE UM CERTO DIA SÓ COM OS INIMIGOS NA CABEÇA ME DEITEI.
QUANTO TEMPO FAZ QUE NÃO VIVO EM PAZ, E MUITO MAIS
DEDICO CADA HOMICIDIO AOS ALIADOS DO PODER PARALELO
 QUE MORRERAM  E ESTÃO A CETE PALMOS NO CEMITÉRIO.

                        ''REFRÃO''

TROQUEI A VIDA PELO CRIME E DEIXEI DE AMAR
 AGORA MORTO INSPIRO O POETA A ESCREVER POEMA DE MARGINAL
TROQUEI A VIDA PELO CRIME
 PELOS DIAS DE ODIO E PELO ARSENAL.3*

DE IDEIAS A FIRMA É FORTE ,
E QUEM FOR CONTRA SE FODE SÓ TOMA CAPOTE,
NÃO TEMEMOS ROTA OU BOPE,
MESMO SABENDO QUE QUALQUER DIA VÃO FORJAR QUALQUER COISA
SE EU REAJIR É UMA RAJADA NA BOCA,
QUEM DEVE TÁ FUDIDO QUEM NÃO DEVE SE FODE TAMBÉM
SEGUE RUMO RUMO AO TÚMULO DIRETO PRO ALÉM.

REFRÃO 3*

 

DIEGO HUXLEY
Enviado por DIEGO HUXLEY em 16/09/2007
Reeditado em 16/09/2007
Código do texto: T654840

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DIEGO HUXLEY
Sobradinho - Distrito Federal - Brasil, 30 anos
221 textos (11169 leituras)
1 áudios (42 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 23:40)
DIEGO HUXLEY