Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OUTRAS IDÉIAS

A cidade dorme e sonha com estrelas
E luzes artificiais
Entre ruas, vontades,vitrines
As belezas são todas iguais

Hoje a esperança é um clarão
No meio da tempestade
Arco-Íris preto-e-branco
Outdoors pela cidade

Os rostos envenenam-se
Numa paisagem surreal
Desencantou-se o dia-a-dia
Porque cada dia é outro igual

Até quando você vai dizer sim
E cultivar velhos hábitos
Quando vai buscar o teu caminho
E pintar seu próprio retrato

Até quando você vai ser deus
Para dizer quem andou errado
Até quando o outro lado da avenida
Vai ser o lado contrário
 
Franciane Cruz
Enviado por Franciane Cruz em 06/11/2005
Reeditado em 31/01/2007
Código do texto: T68019
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Franciane Cruz
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil, 36 anos
43 textos (2527 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:08)