Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Andarilho

É chegada a hora de partir
mesmo sem ter para onde ir
Dentro de mim levo tantas recordações
Tantos corações...
Que eu já amei...

Retratos de pessoas
que um dia eu já magoei
iguais a você
Mas que me fazem lembrar
que eu já fui feliz,
eu já fui feliz
Sem você...

Me perdoa por eu não poder ficar
Me perdoa por eu não saber amar
Em cada despedida eu irei chorar
Mas saiba que aonde quer que eu vá, irei te levar

Eu tento aprender com os erros
das pessoas que eu conheci
Pois sei que não terei tempo bastante para cometer
todos os erros, de que sou capaz...

E nada do que você possa dizer
irá mudar meu jeito de ser
Agora você irá chorar,
mas sou eu quem irá sofrer para sempre
para sempre irei sofrer...

Me perdoa por eu não poder ficar
Me perdoa por eu não saber amar
É triste o meu destino, mas eu tenho que sorrir
Nos momentos mais tristes, estarei pensando em ti
João Cláudio
Enviado por João Cláudio em 19/10/2007
Código do texto: T700818

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor, se possível, alguns dados relevantes sobre o mesmo, e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Cláudio
Natal - Rio Grande do Norte - Brasil, 27 anos
6 textos (180 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/08/17 06:07)
João Cláudio