Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Esperanças Falso-Verdadeiras

Maravilhas há muito esquecidas
Perdem-se entre a obscuridade da mente humana
As ondas do elo cósmico tentam prevalecer
Mas o pensamento interior domina o homem

O suave frio congelará os nossos corpos
E ao mesmo tempo o calor atraente nos derreterá
A era do desconhecido se estentederá em breve
Vagando alegremente para ver a agonia mundial

Rios celestiais banhando minha inocência
O Solitário Nômade tentará possuir nossos corpos
Mas infelizmente ele conseguirá mesmo cansado
De vagar pelos litorais de esperanças falso-verdadeiras

A infinidade vendará minha realidade efêmera
Enquanto eu escrever meus versos semi-agradáveis
Muitos mundos nasceram desses fatos melancólicos
Que o vento corra e me leve para longe do alcanço deles
santoslopes
Enviado por santoslopes em 23/11/2007
Reeditado em 26/12/2007
Código do texto: T749519

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
santoslopes
Ananindeua - Pará - Brasil, 27 anos
5 textos (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 19/10/17 16:36)