Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A Arte Mata Os Artistas

Confusões feitas pelos meus íntimos
Tudo está continuando e eu estou brincando
O sentido da vida se turva diante de mim
Nem os mortos me aceitariam com eles

Nascido para encontrar uma maneira de sobreviver
Não há sentido para uma vida tão devastada
Os meus sentimentos mais profundos me ameaçam
A música toca mesmo antes de eu tentar compô-la

A arte matou os artistas com os seus enigmas
Depois de mortos ele se tornam lendários
Tente fugir deste cruel papel teatral
A salvação lá fora se torna um jogo perdido

Morto pela infinita sede de curiosidade
O túmulo chora para cavar o nosso abismo para a morte
Enquanto as luzes acendem, eu sei como alegrar-me
Mas depois que elas se apagarem, eu sei como chorar

Renascimento de um garotinho tão tímido e pálido
Nu como o anjo deitado sobre a neve
Fique ao meu lado para continuar a grande jornada
Embrulhe o meu caminho da guerra para a trilha do inferno

Garotinha pare de seduzir os meus olhos solitários
Não deixe este erotismo dominar as tuas vontades
Depois do prazer alguns sentem um nojo
Depois de "fazer amor" alguns sentem uma satisfação
 
santoslopes
Enviado por santoslopes em 26/11/2007
Código do texto: T753551

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
santoslopes
Ananindeua - Pará - Brasil, 27 anos
5 textos (117 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 04:36)