Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Breu

Deixa quieta minha viola
que a voz cansada
não consola nem o breu.
A lua que eu tanto espiava,
pra quem eu tanto cantava,
quanto engano já se deu.
Meu passo agora é manso
a fraqueza agora é o forte
a viola perdeu seu canto
haja unguento que cure minha sorte.
Deixa quieta a voz cansada
chorar a noite que promete e breu.
Já não conto mais estrelas
em noite de lua cheia
quanto engano já se deu.
Meu passo agora é manso
a fraqueza agora é o forte
a viola perdeu seu canto
haja unguento que cure minha sorte.
Aninha viola
Enviado por Aninha viola em 05/12/2007
Código do texto: T765902
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aninha viola
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 52 anos
423 textos (50330 leituras)
13 áudios (6925 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 13:16)
Aninha viola