Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

QUERIDO PAPAI NOEL

Querido Papai Noel:  Todos os anos na noite de Natal, quando a noite chega  aqui no sertão, eu fico no escuro,  na janela da minha casinha ,olhando para o céu na esperança de ver o senhor passar em frente da lua cheia,  com aquele trenó tão bonito e puxado suavemente por aquelas lindas renas. Fico toda arrepiada só de pensar e tenho certeza que  depois que eu ver o senhor passar, a emoção será tão grande que me fará chorar. Vou lhe confessar,  nunca consegui ver  porque eu me durmo antes do senhor passar. Sempre soube que o senhor sai a mando do Papai do Céu, na noite de Natal,  a distribuir presentes para todas as criancinhas, pobres, ricas, brancas, pretas. Mas o que eu não sabia e fiquei sabendo pela minha amiguinha Mariana, é que pra ganhar presentinho, a gente tem que botar embaixo da cama os sapatinhos. Agora entendo porque o senhor nunca veio cá, eu não tenho cama, sapatinho nem pensar. Eu durmo no chão em cima de uma esteira.  Perdoa-me por eu ter feito mal juízo do senhor. Mas, de qualquer maneira, o presente que eu gostaria de ganhar, não precisa ter cama e muito menos sapatinho. Nesta noite de Natal, por favor, Papai Noel, não vá me falhar, me de o maior presente do mundo, fazendo minha mãezinha sarar.
Aureo Marins
Enviado por Aureo Marins em 15/10/2007
Reeditado em 14/08/2012
Código do texto: T694988
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Aureo Marins
Rio Grande - Rio Grande do Sul - Brasil, 78 anos
128 textos (31009 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 18/10/17 00:15)
Aureo Marins