Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

É CARNAVAL

Afinal, a vez e a voz do povo:.. fevereiro
 Uníssono grito incontido,paz e liberdade
 Vindo dos morros e favelas, ecoou pela cidade
 É Carnaval, É Carnaval, aguardado o ano inteiro
 Por humildes sambistas,  presidentes de escolas,
 Mostrar ao mundo, a maior festa do planeta.
 Sorrisos,suor,samba:o grito do morro,fantasias;
 êxtase,sensualidade,sambistas desfilam, euforia,
 cantam homenagens, evoluem divinamente na avenida
 Aos reis da folia: aplausos,confetes e serpentinas.
 O povo saudando o povo da escola querida.
 Nas arquibancadas,nas ruas, nas moradias: Brasil.
 Baianas ricamente ornadas,carros gigantes, alegorias
 brilhantes, encantadas,quase sempre em transmutação
 figuras multicoloridas ssquecem as dores da vida.
 Materiais brilhantes transformadas em jóias ofuscantes.
 Os recicláveis trabalhados, formas impecáveis.
 O labor diário de um ano inteiro de suor e colaboração.
 É o show anual, o auge afinal, a riqueza, alquimia
 transbordam de alegria o sambista e o povo da folia
 A alegria desceu a ladeira, caleidoscópio encantado
 som constante no ritmo dos bateristas, na pista
 mulatas, corpos esbeltos, evoluem em gingados, suados
 belíssimas mulheres,plumas,brilhos,vibra a multidão.
 Arlequins,colombinas,indios, mil fantasias, extasia.
 Comunidade desfila orgulhosa em plena harmonia.
 Puxador de samba enredo empolgado, contagia...
 Aguardente, misturas, cerveja gelada, festa pagã
 transmitindo à todos a cultura, o lazer, a tradição.
 Porta bandeiras,mestre salas,impecáveis, celebração.
 Comissão de frente conduzindo nobres alas sorridentes,
 a ala dos velhos sambistas, garbosamente perfilados
 orgulhosos, saudosos de  lindos carnavais passados,
 vão desfilando,sambando na escola no meio da folia:
 calças brancas,ternos alinhados,enfeites dourados
 sapatos brancos,cartolas,bengalas pretas,galhardia.
 A sorridente garota eleita pela escola, a escolhida,
 em passadas sensacionais, sensuais,saúda o povo na avenida.
 É a Madrinha maravilhosa, madrinha por todos querida.
 E A Escola Vai: Evoluções, Formas Perfeitas, Incansáveis
 brilho nos olhos, puxador de samba emite um aviso, sinal:
 paradinha no "patscumbum..tic..dum..dumdumdum"da bateria.
 Suspense, silêncio crucial,e a retomada com energia,
 concentrados, saudando ao povo nas  batidas finais,
 orientados pelo gogó do puxador, de muitos carnavais.
 Ora,afinal, no final da apresentação na Avenida, o ápice:
 aplausos, delírios, choradeira, fogos, explosões.
 A escola querida, com certeza campeã, emoções...
 Retornando ao morro em festa, suados,cansados e felizes,
 muita cerveja, beijos e abraços no querido barracão.
 Final da madrugada, samba, suor, lágrimas, emoção:
 A certeza da escola consagrada,vencedora, e o povo campeão!
 No ano que vem, tudo há de se repetir de novo:
 carnaval, samba, carnaval, Brasil, povo, povo!!!
 

 
 

Maurélio Machado
Enviado por Maurélio Machado em 17/01/2006
Código do texto: T100124
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Maurélio Machado
São Bento do Sul - Santa Catarina - Brasil
7707 textos (1651785 leituras)
2 áudios (1128 audições)
88 e-livros (6116 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 19:57)
Maurélio Machado