CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

PAPAI… pise firme… pois seguirei seus passos!

Minha filha (2,7 anos) trouxe uma folha de papel no último Sábado, onde estava escrito, junto com seu pezinho "pintado":

"PAPAI… pise firme… pois seguirei seus passos!"

Quando temos um filho, nós já sabemos que muitas coisas vão mudar, mas não temos a noção do quanto é "muito". A mudança é maior do que podemos perceber no princípio, e às vezes algo nos chama a atenção para o tamanho das alterações que ocorreram em nossas vidas.

Quando recebi a mensagem comecei a pensar o quanto significava…

Desde que começamos a compreender alguma coisa, passamos a escolher nosso caminho.

Algumas vezes escolhemos caminhos floridos, outras vezes caminhos cheios de pedras, muitas vezes caminhos espinhosos…

Essa escolha nem sempre é pautada pelo bom senso, nem sempre é uma escolha saudável, mas é a nossa escolha.

Quantas vezes os caminhos floridos nos levaram a lugares sombrios? E quantas outras vezes caminhos pedregosos, espinhosos, nos levaram a verdadeiros oásis?

No mais das vezes não sabemos exatamente onde o caminho que escolhemos vai dar, apenas acreditamos que chegaremos em algum lugar bom, agradável. Queremos o melhor para nós, mas somos capazes de fazer escolhas no mínimo estranhas para obter nossa felicidade.

Além do que felicidade é um tema controverso, pessoal e intransferível…

E quando olhamos para aquele ser pequenino, olhando para nós com olhos vivos, brilhantes, com um sorriso no rosto e uma expressão de amor, admiração e desafiante, podemos nos perguntar que caminhos estamos seguindo, que escolhas estamos fazendo, se queremos deixar nossas pegadas nesses caminhos para que esse pequenino os persiga.

Acho que o melhor presente que podemos dar a nossos filhos no dia das crianças é dar-lhes a certeza que nossas escolhas serão as mais inteligentes, as mais acertadas quanto for possível.

Nosso legado é o resultado dos caminhos pelos quais andamos.

Deixamos pedras, espinhos ou flores, independente do que encontramos.

Mesmo quando erramos, quando pisamos em falso, ainda assim somos capazes de deixar uma lição como exemplo.

Espero que eu consiga deixar para minha filha pegadas bem claras, passos que permitam que ela sinta orgulho de seu pai!

Quero poder plantar uma flor de pouco em pouco, para que ela, quando passar pelo mesmo caminho, lembre-se do amor e carinho que seu pai teve por ela.

Gostaria de poder estar junto em alguns desses caminhos, quiçá em todos, mesmo sabendo que não poderei.

Quando faltarem meus braços para dar-lhe colo, quando faltarem minhas mãos para acariciar seus cabelos, quando faltarem meus olhos para derramar lágrimas por ela, quando faltar minha voz para incentivá-la, Deus permita que não lhe faltem as flores que planto pelo caminho…

Um ótimo Dia das Crianças!
Alexandre Aschenbach
Enviado por Alexandre Aschenbach em 09/10/2009
Reeditado em 09/10/2009
Código do texto: T1857392
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Você deve citar a autoria de Alexandre Aschenbach e o site http://www.aschenbach.com.br). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Alexandre Aschenbach
São Paulo - São Paulo - Brasil, 41 anos
29 textos (11631 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 15/09/14 06:28)