Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Envelhecer é o único meio de viver muito.
Nada passa mais depressa que os anos.
Tenho que escrever mesmo, porque a minha memória está ficando fraca.
Estou ficando muito esquecida, do presente,
porque o passado está ficando cada vez mais vivo dentro de mim.
Invejo a Teresa, muito simples, acha graça das coisas mais bobas.
Apesar de ter mudado depois que o Joaquim morreu, incrivél morreu comendo um pedaço de mamão maduro.
E descobriram que tinha o coração do lado direito.
Fiquei triste não por êle ter morrido, mas por ela ter mudado, não anda mais descalça,nem com pano amarrado na cabeça.
Pinta os cabelos e não usa mais as saias simples que a deichava tão autentica e tão proxima da natureza e da simplicidade.
Porque tem dias que o desanimo toma conta de mim?
Uma tristeza só, não gosto de sair de casa, os lugares me deprimem demais.
Gosto de ficar só.
Quando se passa dos sessenta, são poucas as coisas que nos parecem absurdas
E a idade nos dá a liberdade de falarmos o que pensamos e sentimos.
Na verdade não existe idade e sim vida.
E que vida, uma droga, hoje foi para mim um péssimo dia, mas vai passar, tudo passa.
Somos o que pensamos.
martamaria
Enviado por martamaria em 10/11/2006
Código do texto: T287963
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2006. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
martamaria
São Paulo - São Paulo - Brasil, 71 anos
1155 textos (58789 leituras)
1 áudios (586 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:16)
martamaria