CapaCadastroTextosÁudiosAutoresMuralEscrivaninhaAjuda



Texto

LETRAS MAIÚSCULAS NO POEMA?

Aconselho que suprimas aquelas letras em maiúsculas que aparecem no final do teu poema, que isso é coisa de diletante em Poesia. Perdão! Sempre quero passar o que venho aprendendo há tantos anos. Mantém a palavra em minúsculas, porque letras maiúsculas prejudicam o poema. O poema é um todo, peça única que se basta, por sua autonomia de fundo e forma. Indivisível. Se assim não for, foi-se a proposta de “sugestionalidade” e possível “transcendência”. Claro, isso só ocorrerá quando o poema contiver linguagem poética. Nessas raríssimas peças até se pode excertar um fragmento de poema de dentro de outro, sem nenhum prejuízo para ambos. É quando a poeticidade permite dar à luz um rebento da barriguinha do poema-mãe... Em alguns – e esta é infelizmente a regra – a poeticidade nos versos é rarefeita, por não conter figuras de linguagem, principalmente as metáforas. Em Poesia, letras maiúsculas, em vez de ressaltar o conteúdo, tergiversam. Por trás de uma aparente chamada de atenção para o vocábulo, destoam, afastam a percepção, o gozo do alumbramento e/ou estranhamento que a peça em si pode conter. Apresentar a proposta visual em “caixa alta” (em maiúsculas) é pra manchete de jornal ou jargão publicitário, exceto quando no poema estão colocadas em destaque letras, palavras, imagens, como ocorre na chamada “POESIA VISUAL”, que teve suas estreia no Brasil na década de 50, no séc. XX. E, por ser experimental, e sintomática de momentos da sociedade em mudança (no caso, o pós-guerra), teve e tem poucos seguidores. Poesia é menina casadoira... Há que se ter cuidado com a sua maquiagem.

– Do livro A POESIA SEM SEGREDOS, 2009/12.
http://www.recantodasletras.com.br/mensagens/3071641
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 02/07/2011
Reeditado em 11/06/2012
Código do texto: T3071641
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 67 anos
2261 textos (629700 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 23/09/14 07:19)