Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

APENAS PACIENCIA E TOLERANCIA


Nunca podemos nos esquecer de que toda
ação violenta, poderá provocar uma reação
mais violenta ainda.
Osculos e amplexos,
Marcial

APENAS PACIÊNCIA E TOLERÂNCIA
Marcial Salaverry

Muitas vezes somos dominados pela impaciência, pela revolta, quando não conseguimos obter aquilo que queremos, e não conseguimos realizar as coisas que tínhamos planejado.
Principalmente se tais insucessos se devem a fatores alheios à nossa vontade. Por exemplo,  se foram determinados, por inabilidade de terceiros, ou mesmo  por questões imponderáveis, quando alguns imprevistos surgiram atrapalhando nosso êxito. Algo que não conseguimos consertar.
Quaisquer que sejam as razões, não representam motivos para explosões de ira, ou para uma revolta, seja íntima, quando não soubemos planejar adequadamente, seja contra outrem, quando falhas de terceiros nos prejudicaram.
De nada nos adiantará explodirmos, pois não será isso que solucionará a questão. Pelo contrário, poderá atrasar mais ainda, pois o tempo assim perdido, poderia ter sido melhor aproveitado com um novo planejamento, feito com mais cuidado, ou escolhendo melhor os parceiros.
A propósito, recebi uma Prece Indígena, que nos mostra que eles tinham um conhecimento profundo da mente humana, vejam:
Que caia sobre sua cabeça,  esta sagrada chuva, suave, serena, calma, tranqüila, e que lhe ensine a ter mais tolerância,  resignação e paciência,  para saber a hora certa de fazer as coisas..!! Tudo a seu  tempo..!!!
Metaforicamente falando, a chuva a que se refere a prece, são as dificuldades que fatalmente encontraremos em nossa caminhada. Seria mais agradável se tudo corresse lindamente sobre os trilhos que imaginamos.  Mas, imprevistos sempre ocorrem, e temos que esperá-los, para não sermos surpreendidos por seus efeitos.  Devemos encará-los como uma chuva suave, serena e calma, embora ribombem trovões.  Se estivermos sob proteção dos pára-raios, que são nossa paciência e tolerância, não sentiremos tanto seus efeitos devastadores, e poderemos reorganizar as coisas.  Nunca deveremos nos esquecer de que a raiva sempre será uma péssima conselheira, podendo nos levar a atitudes irrefletidas.
Devemos nos espelhar na sabedoria dos velhos sábios indígenas, procurando saber, não só a hora certa de fazer as coisas, como também, a maneira exata de fazê-las.  Analisar ponderamente o porque de não ter dado certo, para replanejar adequadamente tudo.
Ponderação e reflexão servem para toda e qualquer situação problemática em que nos encontremos.  De nada nos valerá agir no impulso de uma raiva de momento.
E isso vale em toda e qualquer circunstância, seja nos negócios, seja em nossa vida familiar.
Quanta coisa é perdida, quanta vida é destruída por que não se parou para pensar. Porque não perdemos alguns minutos estudando melhor uma atitude a ser tomada, ou palavras a serem ditas.
Quantas vezes nos arrependemos depois, daquilo que fizemos ou dissemos, esquecendo que “a palavra uma vez dita, a pedra atirada ou a flecha lançada jamais voltarão atrás”.
Valerá mais a pena esperar a poeira baixar, a cabeça esfriar, e a chuva mansa poderá ajudar o “esfriamento”.  Assim fazendo, para que se possa reavaliar a situação, e encontrar, calmamente a melhor solução para o caso.
E para melhor encontrar soluções, que tal começar com UM LINDO DIA...


Marcial Salaverry
Enviado por Marcial Salaverry em 09/09/2005
Código do texto: T48928
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marcial Salaverry
Santos - São Paulo - Brasil, 77 anos
19836 textos (1961210 leituras)
3 áudios (855 audições)
6 e-livros (2134 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 00:39)
Marcial Salaverry