Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Sonhar ou manter os pés no chão

Outro dia, um amigo fez um comentário que me deixou pensativo... Disse que eu era um eterno sonhador e que deveria pensar se não seria melhor manter os pés no chão.
 
 
Confesso que, embora não fosse necessário, até porque sempre fui convicto em relação às minhas atitudes, naquele momento, resolvi parar um pouco  e pensar a respeito  daquela colocação . Comecei  perguntando pra mim mesmo o que seria melhor: Sonhar ou manter os pés no chão?
 
Por eu reconhecer que, realmente, era um sonhador convicto, acreditava que, não precisando negar aquela característica pessoal, seria mais fácil encontrar uma resposta.
 
A primeira conclusão foi que eu não conseguiria sair do lugar sem fazer algumas comparações com outras pessoas, tão sonhadoras quanto eu.
 
Lembrei-me de Monteiro Lobato: "Tudo vem dos sonhos. Primeiro sonhamos, depois fazemos".
 
Quem sabe por aí, eu poderia encontrar a minha resposta!
 
Santos Dumont sonhou que podia voar. Deu asas à imaginação e, hoje, temos o avião. Dessa forma, diminuímos a distância.
 
Alexandre Graham Bell sonhou em conversar com alguém distante e, hoje, temos o telefone. Outra vez, diminuímos a distância.
 
Henry Ford sonhou em produzir carros em série e, hoje, temos inúmeras fábricas produzindo e, mais uma vez, diminuímos a distância.
 
A mesma situação aconteceu com muitas outras invenções. Alguém teve um sonho, o sonho de criar algo que pudesse melhorar a nossa qualidade de vida e, quem sabe, diminuir, cada vez mais, as distâncias que separam as pessoas,
 
Portanto, vamos sonhar à vontade, vamos construir nossos castelos no ar. Com certeza, logo mais à frente, vamos também conseguir construir os alicerces que possam transformar nossos castelos em  realidade. Quem sabe, dentro de cada um deles, vamos encontrar a nossa felicidade.
 
Se, na escola da vida, não conseguimos aprender o que nos é ensinado, pelo menos podemos aceitar que, no "Baile da Vida, a felicidade seja nosso eterno Par".
Jesus Prado Amador
Enviado por Jesus Prado Amador em 25/08/2007
Reeditado em 25/02/2008
Código do texto: T623938

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jesus Prado Amador
Tramandaí - Rio Grande do Sul - Brasil, 67 anos
19 textos (2686 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 22/10/17 10:28)
Jesus Prado Amador