Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Re-Sentimento

  Quando um sonho ainda trazia um pouco de esperança as pessoas, veio você e acabou com todas as possibilidades de um dia esses tornarem-se reais.
  Você, que nasceu do ódio e desamor, e brotou não como uma rosa, e sim, como uma erva daninha que consegue penetrar no jardim de qualquer um, feito uma praga, que causa dor e tristeza.
  Lembro-me de como era viver sem você aqui dentro, agora, tuas raízes ocupam tanto espaço, que mal conigo respirar. Esse é um estágio onde tudo fica imóvel, inerte, e é nesse momento que desejamos como nunca regressar.
  Voltar a semente eliminaria muitos desapontamentos. Ah, se eu soubesse, ainda no ventre, que você entrelaçaria minha vida à sua, jamais teria saído de lá, e não me importa os ensinamentos que perderia, desde que não precisasse pronunciar teu inútil nome para expressar o que sinto.
  Não existe alegria após você, porque momentos felizes, não trazem de volta aquilo que nos foi tirado.
  E isso que sinto no fundo da minha alma, e esse entulho parado na garganta, que me tira o fôlego e a vontade de cantar, cantar a canção que fiz quando ainda sonhava.
  Não te quero mais aqui, nem dentro, nem fora, antes ou neste exato segundo.
  Porque, saudade nunca, eu repito, Nunca é boa, ela te prende ao que é antigo, faz querer outras épocas, outros anos, uma vida sem fim, um dia eterno...
  Não quero mais receber com alegria, aquilo que a saudade vai levar, só quero o que dure para sempre, passado e presente. O futuro? ...
  O futuro, eu deixo para quem não tem no peito o bater de um coração.
Enviado por Ká em 12/09/2007
Reeditado em 06/10/2008
Código do texto: T649375

Copyright © 2007. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Suzano - São Paulo - Brasil, 30 anos
31 textos (2111 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 20/10/17 16:09)
Ká