Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PARA REFLETIR

"Ter fé é acreditar naquilo que você não vê; a recompensa por essa fé é ver aquilo em que você acredita."
"Cantar é próprio de quem ama."
"Aquele que tem caridade no coração tem sempre qualquer coisa para dar."
"Dá-me aquilo que ordenas, ordena-me aquilo que queres."
"A confissão das más ações é o primeiro passo para a prática de boas ações."
"A medida do amor é não ter medida."
"Em toda parte, uma grande alegria é precedida por um grande sofrimento."
"Orgulho não é grandeza, mas inchaço. E o que está inchado parece grande, mas não é sadio."
"A esperança tem duas filhas lindas, a indignação e a coragem; a indignação nos ensina a não aceitar as coisas como estão; a coragem, a mudá-las".
"Existe um outro tipo de tentação, mais perigosa ainda. Essa é a doença da curiosidade (...) É ela que nos leva a tentar descobrir os segredos da natureza, aqueles segredos que estão além da nossa compreensão, que não nos podem trazer nada e que os homens não devem desejar aprender (...) Nessa imensa selva, cheia de armadilhas e perigos, em tenho me afastado, e me mantido longe desses espinhos. No meio de todas essas coisas que flutuam incessantemente à minha volta no dia a dia, nada jamais me surpreende, e eu nunca sou tomado por um desejo genuíno de estudá-las (...) Eu não sonho mais com as estrelas".
"No amor do próximo o pobre é rico; sem amor do próximo o rico é pobre."
"Aquele que vive como verdadeiro justo, e irrepreensivelmente, deixará filhos felizes e venturosos."
"O dom da fala foi concedido aos homens não para que eles enganassem uns aos outros, mas sim para que expressassem seus pensamentos uns aos outros."
"Quando quer não pode, quando pôde não quis. E assim, por um mal querer, perdeu um bom poder."
"Ama, e faça o que quiseres."
"Tarde te amei, ó Beleza tão antiga e tão nova, tarde te amei! Estavas dentro de mim e eu estava fora, e aí te procurava... Estavas comigo e eu não estava contigo... Mas Tu me chamaste, clamaste e rompeste a minha surdez. Brilhaste, resplandeceste e curaste a minha cegueira".
                      Aurelius Augustinus (Santo Agostinho)
Sitonio
Enviado por Sitonio em 19/11/2007
Código do texto: T743961
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Sitonio
Jaboatão dos Guararapes - Pernambuco - Brasil, 56 anos
291 textos (24198 leituras)
6 áudios (2163 audições)
3 e-livros (746 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 17/10/17 11:54)
Sitonio