Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Ao meu grande amigo "Sapeca aia..." Sr Kiko

Ah...!
Bons tempos...
Na praça do bom fim, tinha um sujeito, com olhos meio esbugalhado que se chamava, Paulo Preto com seu cabelo rastafári seguidor de Haile Selassie.
Ele, era o dono do oitão de canela seca, com a cabeça lúcida nas questões da melanina, seu senso de justiça aflorava quando contava historia da cútis era sempre o primeiro a defender o 4p.
Pois, adorava ler um poeta chamado cúti sempre que Podia recebia na madrugada, um “Doido” lá de Diadema.
Pra conversar dos assuntos rotineiros e prosas que dariam um manual de sobrevivência no gueto.
e por ali, existia um pretinho que só escutava historias que
a GRIOT contava, apreciava e armazenava as conversa,
na cefálica e quando galo gritava, era hora de bater em retirada.
Acredito eu!
Que da quele morro um pretinho vingou,
tomou gosto pelas letras e se tornou um escriba.
Pra contradizer os imundos, que um dia duvidou,
Meteu logo um poema pra deixar os putos, putos.
Jota
Enviado por Jota em 24/11/2005
Reeditado em 16/08/2013
Código do texto: T75580
Classificação de conteúdo: seguro

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jota
São Paulo - São Paulo - Brasil
38 textos (1444 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:31)
Jota