Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ADEUS DESESPERANTE

         ADEUS DESESPERANTE
 
Adeus meu querido
e desgraçado amor
Por você tenho sofrido
sem merecer tanta dor.
Demasiado me mentiste
que cansada estou.
Terrivelmente me aflingiste
e para sempre me vou
Lá fora é a vida
e ouço  murmúrios
de vozes aflitas
talvez maus augúrios.
Lá fora é noite
tremendamente fria.
Que fustiga como açoite,
a minha alma vazia.
 
                                  GLÁCIA DAIBERT
GLÁCIA DAIBERT
Enviado por GLÁCIA DAIBERT em 09/07/2005
Código do texto: T32599
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
GLÁCIA DAIBERT
Uberlândia - Minas Gerais - Brasil, 63 anos
108 textos (25267 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 07:53)
GLÁCIA DAIBERT