Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Saibas o que eu sinto por você

Querida, escrevo-te estas linhas, com profundos sentimentos, extraídos do fundo do meu coração e munido de todo amor que nenhum ser humano comum possa sentir... Digo isso porque, a meu ver, esses geralmente vivem por trás de máscaras, pois possuem um medo ignorante de aparentarem sua real identidade, sua real face e com ela trazem consigo o que dominam sua “fraqueza”. Coloquei essa palavra entre aspas, pois para mim, isso é o que mais temos de forte em nós mesmos, o nosso AMOR.

Então, nesse momento retorno minha dissertação, a dissertação que agora coloco minhas guardas por terra, que coloco qualquer tipo de orgulho idiota que eu ou qualquer pessoa possa ter, para lhe dizer que amo você além da minha vida, amo-te além da minha existência, com toda a paixão, com toda a volúpia, com toda a insensatez que esse sentimento nos faz sentir. Amo-te com toda a força desse sentimento, que nos faz ficarmos tolos, que nos faz ficarmos insanos, que nos faz cometermos loucuras... mas loucuras necessárias, pois somente com essas, conseguimos viver e sentir a plenitude de todo esse sentimento!

Afirmo-lhe ainda, com toda a certeza acerto – que eu me entreguei a ti. E mais, entreguei-me sem medo do desconhecido, sem medo do retorno, sem medo de sofrer, pois eu sei que somente as pessoas munidas de força para sentir todo o PODER desse sentimento, que é o amor, são capazes de senti-lo. Não sou ignorante, ou tolo, não vivo em um castelo cor-de-rosa a ponto de imaginar que o caminho do amor absoluto requer a entrega total, e com isso, em determinados pontos desse caminho estaremos imunes à dor.

A Dor, meu amor, a dor é algo que quando conseguimos entendê-la, – o que é muito difícil, – percebemos que ela vem somente para o nosso próprio crescimento e que todo o problema que a envolve, serve para o crescimento de uma relação ou para o crescimento das pessoas nela envolvidas. Somente com a dor é que nos fortalecemos e conhecemos de fato as que nos rodeiam.

É por isso que luto. Luto com todas as minhas forças para ter a ti novamente comigo, para conseguir lhe mostrar que o que sinto por ti é forte, único e verdadeiro! Presumo que nunca ninguém a amou como eu a amo e, irei ainda mais além, talvez nunca ninguém a amará como eu a amo! Sabe por que? Porque as pessoas são únicas! A mesma forma se dá com os sentimentos..... Eu a amo de uma forma única, de uma forma que jamais alguém a amou, acredite! Eu te amo com todas as suas qualidades e com todos os seus defeitos. E por te amar tanto assim, é que seus defeitos, para mim, se tornam apenas detalhes insignificantes diante da magnitude do que sinto por ti! Diante do futuro esplendoroso que vejo abrir-se para nós.

Proponho a ti que viva comigo todo esse sentimento, viva, sinta-o, se entregue a ele da mesma forma que eu estou me entregando, da mesma forma que eu o estou sentindo. Pode dizer, pensar e ter a certeza: sou uma pessoa romântica inveterada e irremediável! Sempre fui, acredito fielmente no amor e no final feliz!

Aguardo, nesse momento, uma resposta verdadeira, mas que essa resposta seja do que tu sentes, de uma forma irracional, pois somente assim, somos capazes de sermos felizes! Chega de racionalidade nessa vida! Chega de tentarmos entender o que simplesmente dispensa palavras e a compreensão. Bom, é assim que eu te amo...
Edilmar Lima
Enviado por Edilmar Lima em 06/12/2005
Código do texto: T81472
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Edilmar Lima
Brasília - Distrito Federal - Brasil, 40 anos
22 textos (4137 leituras)
2 e-livros (1554 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 06:32)
Edilmar Lima